Importante!

Este blog não tem propósito de indicar tratamentos para substituir cuidados médicos e medicamentos.Em caso de doença procure um médico e faça o tratamento corretamente.As dicas aqui descritas servem como terapia complementar e preventiva.




sábado, 23 de abril de 2011

Florais Alquimicos


Joel Aleixo é criador de uma linha de florais desenvolvida a partir de flores brasileiras e dos princípios milenares da Alquimia. Seu sofisticado sistema floral, lançado em 1992, é adotado por centenas de terapeutas no Brasil e no exterior e já ajudou milhares de pessoas a reencontrar bem-estar, equilíbrio e conforto diante de uma variedade de problemas físicos e emocionais.

Antes de começar seus estudos com Alquimia e cura, Joel Aleixo passou por uma intensa mudança. Paraibano nascido em Campina Grande, ele estava doente quando veio fazer exames em São Paulo em 1987. Algumas semanas depois de sua chegada, experimentou fenômenos que provocaram uma profunda transformação pessoal.

Essas mudanças o levaram a mudar-se de Recife, onde residia, para São Paulo e a dedicar-se a tratamentos integrativos de saúde realizados a partir da aura das pessoas. Ao observar os desequilíbrios energéticos em seus clientes, Joel passou a estudá-los fazendo uma relação com a aura das flores.

Autodidata, Joel descobriu que suas experiências com as flores correspondiam a práticas da Alquimia. Suas primeiras essências florais foram produzidas em 1991 usando esse conhecimento milenar pouco difundido como ciência de cura. O aprimoramento da sua pesquisa e do seu trabalho o levou à sistematização do processo de produção dos florais.

Seu carisma e natural vocação para falar em público, sempre com uma linguagem acessível e muitos exemplos da vida cotidiana, angariaram seguidores que o motivaram a fundar a primeira Escola de Alquimia do Brasil, especializada na formação de terapeutas florais.

Joel é autor de vários livros e textos sobre Alquimia e Florais. Ele ministra cursos e palestras sobre estes assuntos no Brasil e na Europa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário