Importante!

Este blog não tem propósito de indicar tratamentos para substituir cuidados médicos e medicamentos.Em caso de doença procure um médico e faça o tratamento corretamente.As dicas aqui descritas servem como terapia complementar e preventiva.




quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Até as princesas soltam pum



Queridos amigos,

Ontem me diverti muito assistindo essa pequenina história 'Até as princesas soltam pum'.Foi um delicia compartilhar essa história com meus filhos!!!Eles riam tanto, mais tanto....foi muito bom!
A contadora de história é excelente!O nome dela é Carolina Vale. Vale a pena conferir!!
Taí, essa é uma boa dica para estabelecimento de vinculos poitivos entre pais e filhos: uma boa leitura ou um bom filminho juntos e depois um bom papinho...Delícia!Facam isso e perceberão a diferenca na qualidade do relacionamento de vcs!

Beijocas,

Danny

Someone like you

Pausa para degustacao....


Adoro textos que me fazem pensar, compartilhar ....Esses versos são realmente preciosos.Obrigada Italo!
Danny

Italo Calvino

"O inferno dos vivos não é algo que será; se existe, é aquele que já está aqui, o inferno no qual vivemos todos os dias, que formamos estando juntos.
Existem duas maneiras de não sofrer.
A primeira é fácil para a maioria das pessoas: aceitar o inferno e tornar-se parte deste até o ponto de deixar de percebê-lo.
A segunda é arriscada e exige atenção e aprendizagem contínuas: tentar saber reconhecer quem e o que, no meio do inferno, não é inferno, e preservá-lo, e abrir espaço".

Mergulho ao inconsciente com o floral da Paineira





Mergulha profundamente no inconsciente e no oitavo chakra umeral, tentando desbloquear traumas vividos no passado. Transforma experiências do passado em potencialidades para o futuro, de modo a não se perder tempo com informações que, mediante trabalhos de autoconhecimento, se consideram ultrapassadas.
Passado lunar coronário – Facilitador do acesso ao mundo dos sonhos, abre as portas para o inconsciente e seus símbolos. Proporciona a consciência de registros anteriores, aumentando a capacidade de reflexão sobre nós mesmos.

Combata o medo do futuro com a serralha






Excelente tônico e renovador da energia dos chakras da emoção e do sentimento, cria um movimento que se volta para o ego, revitalizando-o e combatendo o sentimento de amor-próprio ferido.
Futuro lunar esplênico – Revitaliza os valores internos ligados ao corpo físico. Combate o medo do futuro e ajuda a assumir a realidade dos limites do corpo trazida pelo avanço da idade.

A natureza é muito sábia e bela mesmo!
Quando eu era crianca costumava brincar tanto com a florzinha serralha.... e hoje ela está aqui em minha vida outra vez.Ajudando a me revitalizar, a vencer meus medos e a me assumir como sou e estou agora.

Obrigada por mais essa dádiva!

Danny

A beleza do mandacaru - florais alquimicos





O mandacaru amplia a consciência e o horizonte espiritual, despertando-nos para o fato de que não somos só carne. Explora todos os potenciais do espírito, conferindo clareza e segurança acerca do caráter natural – e inerente à evolução de cada ser – dos processos de morte e renascimento.

Bela mensagem, né?
Que possamos nos contagiar com a beleza que nasce dos espinhos e assim como ela, renascer.

beijos,

Danny

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

As flores e seu poder de cura



Caio F. Abreu


"Estou me afastando de tudo que
me atrasa, me engana, me segura
e me retém. Fui ser feliz e não volto."

Eu te amo. Será?



...é engracado achar esse video de Chico Buarque da música `eu te amo`que por anos foi quase um hino para mim.Na época fazia escola normal e tive uma apaixonite por um professor de filosofia e essa música me lembrou dessa paixão platônica, lembra-me também da relacao dos meus pais e hoje de alguma forma me lembra o meu relcionamento atual.
Adoro as metáforas que Chico usa em suas músicas!!!São encantadoras, não são?
Danny

O medo em nossas vidas



E vc tem medos???
Vamos conversar sobre eles???
beijos,

Danny

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Colorir: Uma atividade importantíssima para a criança



Colorir desenhos é uma atividade tão natural para as crianças como dormir e chorar. Muito mais do que formas aleatórias, colorações monocromáticas ou rabiscos quase ilegíveis, o ato de colorir é extremamente importante nos artistas de palmo e meio, incentivando o desenvolvimento de várias e essenciais capacidades.
Expressão pessoal
Desenhar e colorir são formas de expressão pessoal por excelência das crianças, que nem sempre conseguem exprimir-se adequadamente através da fala ou da escrita. Vários estudos já comprovaram que é bastante fácil perceber o que alguém está a sentir através das imagens que desenha ou das cores que utiliza para colorir. Por exemplo, uma criança que desenha facas, pistolas, caveiras ou outros objetos perturbantes pode estar a pedindo ajuda. Por outro lado, uma criança que desenha o sol, passarinhos, corações ou outros objetos alegres, pode estar expressando o seu contentamento. É um exercício excelente para desenvolver personalidades e deixar a criatividade fluir!
Identificação das cores
A maioria das crianças tem a sua primeira (e muitas vezes única!) exposição à roda das cores e ao conceito de arte, graças às brincadeiras infantis com lápis de cor, de cera e canetinhas. Aprender a distinguir as diferentes cores bem cedo, é meio caminho andado para perceber as suas várias e corretas aplicações, bem como possíveis misturas entre cores primárias e secundárias, mais tarde.

Criança pintando

Uma forma de terapia
O simples ato de colorir pode ser terapêutico para muitas crianças e é uma atividade utilizada em muitos hospitais, centros de aprendizagem e instituições para possibilitar o “descarregar” de emoções, sentimentos e frustrações. Uma criança zangada pode perfeitamente pintar o seu desenho de uma árvore toda preta, a tal ponto que a própria figura deixe de ser visível. De outra perspectiva, uma criança organizada, que gosta das coisas à sua maneira, pode colorir o seu desenho meticulosamente, sem ultrapassar qualquer linha do mesmo. Independentemente da forma como vai colorir ou desenhar, esta é uma excelente forma de acalmar as crianças.
Aprender a segurar e a controlar
Um giz de cera é, para muitas crianças, o primeiro objeto que aprendem a segurar e controlar. Dominar um giz de cera é a rampa de lançamento para conseguirem dominar as restantes ferramentas de colorir – lápis de cor, canetinhas, pincéis – e, mais tarde, os de escrita – caneta e lápis. Quanto mais bem desenvolvidas estiverem as suas capacidades de segurar e de controlar um giz de cera, mais facilitada será a sua aprendizagem mais tarde, quando começarem a escrever.
Coordenar para pintar
O desenvolvimento da coordenação olho mão é outra grande lição que as crianças retiram das suas sessões de colorir. Desde segurar firmemente o lápis de cor ou giz de cera, a reconhecer as cores que devem ser utilizadas, até ao ato de apontar os lápis, a verdade é que colorir desenhos implica uma enorme coordenação entre os olhos e as mãos. Quanto mais praticarem, mais vão desenvolver esta aptidão tão básica para a vida.
Aperfeiçoamento das capacidades motoras
Colorir é divertido, não é? Pois é! Mas também é muito mais do que isso – enquanto as crianças se entretêm a colorir, interagindo com marcadores, tintas, lápis de cor, de cera e papel, estão a trabalhar e a fortalecer os músculos das mãos. Colorir exige uma coordenação básica e um esforço conjunto entre os músculos dos braços e os das mãos que, uma vez desenvolvidos, permitirão às crianças executar atividades mais exigentes, mas com dificuldade mínima.
Concentração máxima
As crianças que se dedicam a 100% à coloração dos seus desenhos fazem-no na perfeição: não há espaço que fique por preencher, nem linha que tenha sido cruzada! E isto por quê? O simples ato de colorir tem a capacidade de prender a atenção de uma criança, estimulando a sua concentração máxima, mesmo face a um ambiente barulhento como uma sala de aula ou a cozinha antes da hora de jantar. Com o passar do tempo, os seus níveis de concentração vão continuar a melhorar.
Estabelecer limites
Uma criança mais nova não saberá respeitar as linhas do seu desenho tão bem como uma criança mais velha que já faz um esforço enorme para colorir dentro das mesmas… mas depressa chega lá! E ainda bem! Reconhecer e respeitar estes limites (mesmo que sejam os de um desenho!) é uma excelente experiência e método de aprendizagem para aquilo que se segue: escrever letras e números nas linhas de um caderno!
Missão cumprida!
A satisfação e o sorriso na cara de qualquer criança que consegue colorir um desenho inteiro dentro das linhas, é uma vitória muito importante para os pequeninos! O sentido de cumprimento, de que tudo é possível, é fundamental para as crianças porque lhes dá motivos para se sentirem orgulhosos, capazes, confiantes e, claro, para serem congratulados pela sua comunidade mais imediata. Um sentimento de “missão cumprida” que dificilmente esquecerão.

Como estimular uma criança a desenhar


É importante respeitar a espontaneidade e a naturalidade das crianças. Nessas primeiras etapas dos desenhos é aconselhável que não lhes corrija nem lhes imponham regras nem técnicas de desenho. Podem apresentar-lhes vários tipos de materiais. Além do lápis, a criança pode desenhar e pintar com lápis de cera, com marca-texto, e inclusive com pintura de dedo.

O desenho deve ser expressado com liberdade e não como uma obrigação
O desenho infantil deve ser expressado com liberdade e não como obrigação. Não freie a criatividade do seu filho. A censura só limitará sua criatividade nesta etapa.
Quase todas as idéias das crianças podem expressar-se em seus desenhos. As atividades gráficas e plásticas representam uma autêntica linguagem para as crianças. As ensinarão a desenvolver suas habilidades motoras, darão mais liberdade de expressão e enriquecerão seu mundo. O contato com diferentes materiais estimulará suas idéias e sua expressividade.
O material e a técnica
Quando existe um interesse especial da criança pelo desenho, pode-se orientá-la acerca de algumas técnicas, oferecendo-lhe diferentes materiais para que os prove. A técnica, no que ser refere ao domínio instrumental, não necessita ser ensinada. Adquire-se com a prática e experiência. A criança que gosta muito de desenhar, cada vez se sentirá atraída por outros materiais, e assim irá crescendo neste mundo tão mágico que é o desenho. Conheça alguns matreriais:
Lápis de cera por seu manejo cômodo, é o lápis ideal para os primeiros “garranchos’ das crianças. Pode-se encontrar lápis de cera de distintas formas. Com pontas finas ou arredondadas, e de todas as cores.
Giz é um material suave, leve e se quebra com facilidade. Portanto, exige algo de habilidade nas crianças para sua utilização. Normalmente a partir dos dois anos é interessante que ofereça giz e um quadro-negro à criança. O ajudará a controlar a intensidade do seu traço.
Marcadores de texto são de distintas cores e grossuras. São ideais para os traços e contornos, e podem ser utilizados em todo tipo de papel. Permite controlar a pressão muscular, desenvolver a coordenação e exercitar o sentido de responsabilidade. É difícil de apagar, e por isso exige mais responsabilidade.
Pintura Com o pincel à mão, é muito divertida sua utilização para as crianças. Permitem-lhes criar novos efeitos, descobrir as mesclas de cores, adquirir novos movimentos de coordenação, exercer distintas pressões do traço, etc. Ao pintar com a mão, a criança estará criando uma interação física e direta com o material. Desfrutará de sentidos como o tato e aroma. E favorecerá seu sentido de exploração.
O papel é tão importante como os lápis. Seu formato, tamanho, bem como sua cor, irão determinar os limites das crianças quanto ao desenho. A textura determinará o tipo de lápis que a criança vai utilizar.
Em todo caso, as crianças sempre reagirão de diferentes maneiras dependendo do tipo de material que utilizem.
Como estimular a criança a desenhar
Quando se estimula a criança a desenhar, a estará ajudando para que desenvolva sua percepção, emoção e inteligência. A criança contará com mais meios para expressar-se e adquirirá mais prática e experiências. A potencialidade criativa que tem uma criança é enorme, mas nem sempre se reconhece isso a não ser que lhes ofereçam a oportunidade de colocá-las em prática.
Uma boa forma para estimular a seu filho que desenhe é criando um espaço, um cantinho para pendurar seus desenhos. Convide-o a criar um espaço para uma exposição dos seus desenhos preferidos. Assim, quando vierem os amigos e familiares, poderão “visitar” a exposição. O local pode ser num quadro de cortiça, na porta do armário do quarto, atrás da porta da entrada da casa, ou em qualquer outro lugar.

COMEMORAR SEMPRE AUMENTA O AUTO-ESTIMA



PEQUENAS VIBRAÇÕES DEVEM FAZER PARTE DA VIDA. ELAS AJUDAM A VENCER O PRÓXIMO DESAFIO E DEIXAR A AUTO-ESTIMA LÁ NO ALTO.

É tão bom comemorar a última prestação do carro, 20 anos de casados, a formatura universitária, o primeiro emprego. São conquistas que merecem ser festejadas, afinal, um grande obstáculo foi deixado para trás. As simples vitórias do dia-a-dia, como ser elogiado pelo chefe, ceder o espaço para alguém no ônibus, fazer a pessoa que tanto gosta feliz, enfim, pequenos sucessos que ajudam a motivar o indivíduo também devem ser celebrados.

Aqui vão algumas dicas para você aprender a festejar o que é pequeno, no entanto, tão importante quanto as datas especiais. Para quem deseja ter sucesso, todas as conquistas são especiais.



9 DICAS PARA FESTEJAR A FESTA EM QUALQUER VITÓRIA:

1- Acreditar, sem duvidar, que somos o resultado de pequenas e constantes evoluções diárias; mais ou menos como perder peso.

2- Realizar um balanço diário de cada dia, resgatando pontos de superação, como evitar brigas desnecessárias ou dar um pequeno avanço na aula de seu hobby favorito.

3- Tomar consciência sobre a importância das suas obras, da sua vida, para a sustentabilidade de todos a sua volta.

4- As comemorações, ou os “registros” de avanços devem ser feitos com naturalidade e sempre.

5- É possível escolher um ou mais temas e estimular pequenas metas, comemorando quando forem atingidas.

6- Estabelecer uma forma de presentear-se (a cada número fixo de conquistas, ou período) com presentes simbólicos ou materiais, mantendo uma coerência.

7- Vibre com os pequenos avanços e demonstre que isso é ser bem-sucedido: parar é muito mais fácil do que avançar.

8- Faça um brinde com a sua equipe e com um discurso de agradecimento. Pode parecer antiquado, mas agradecer a quem colabora nunca sairá de moda.

9- Se somos capazes de ter pequenas conquistas, elas podem ser ampliadas, isso diminui nossa ansiedade. É comemorando que aprendemos a comemorar, portanto, é se valorizando que aprendemos a nos valorizar.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

MASSAGEM TERAPEUTICA E A METAFÍSICA


“Nenhuma dor se manifesta no nosso corpo sem que esteja associada a alguma emoção!”
“A dor física é a manifestação da dor no eu verdadeiro!!!”
A massagem é uma prática milenar com origem na Índia, China, Japão, Grécia e Roma, e o significado dela é “amassar, friccionar pressionando o tecido”.A palavra terapêutica é definida como “de, ou relacionada ao tratamento ou cura de um distúrbio ou doença”.
Quando ficamos doente, quando uma dor física nos acomete, é porque algo em nosso emocional não vai bem, temos o triste hábito de somatizar nossos problemas, nossas frustrações, nossa insegurança, nossos medos, nosso comodismo e principalmente nosso vitimismo, em vez de tentarmos confrontar o problema, de tentarmos analisa-lo por uma ótica mais positiva e ter coragem de mudar de atitude diante das situações perturbadoras, nos acovardamos e passamos a ficar doentes..
Então precisamos tratar o doente e não só a doença, precisamos diagnosticar as causas e não só as conseqüências. A dor é o maior referencial de que algo vai muito mal em nós.
"A arte de massagear ameniza a dor, estimula as moléculas, elimina as toxinas, movimenta a corrente sanguínea, libera as linfos. Além disso ainda temos o fato que o toque promove amor, promove afabilidade, promove calma e promove segurança. De acordo com a medicina chinesa a massagem desbloqueia os pontos energéticos no nosso corpo. O livre fluxo da energia pelo corpo é essencial para a saúde e sensação de bem-estar físico e psicológico."


Leia mais: http://buscandoequilibrio-terapiasholisticas.blogspot.com/search?updated-min=2006-12-31T18:00:00-08:00&updated-max=2007-12-31T18:00:00-08:00&max-results=7#ixzz1dyczugxd

Malhar em jejum ou passar mais de quatro horas sem comer engorda

Se você é do time que pensa no jejum como alternativa poderosa contra os quilos extras, saiba que está embarcando numa roubada. Deixar de comer compromete uma série de funções vitais e não ajuda em nada na dieta. Isso porque o jejum prejudica o metabolismo (conjunto de transformações que as substâncias químicas do alimento sofrem em nosso organismo). E são essas reações que permitem a célula transformar os alimentos ingeridos em energia. A quantidade de calorias ou energia gasta durante o repouso (usada pelo corpo para fazer para funcionar órgãos como coração, cérebro, pulmões e intestino) é chamado de metabolismo basal. O metabolismo basal pode variar de acordo com a composição corporal de cada pessoa, assim como a idade, sexo e prática de atividades físicas. Mas o jejum prolongado tende a diminuir esse metabolismo, interferindo no gasto de energia. Para entender melhor as conseqüência de ficar muito tempo sem comer, confira a lista de mitos abaixo. O intervalo ideal entre uma refeição e outra, explica a relação entre estômago vazio e mau hálito e alerta para os perigos de ficar, diariamente, sem tomar café-da-manhã.

1. Fazendo exercícios em jejum, emagreço mais rápido.
Falso.
Durante a execução dos exercícios físicos, se você estiver em jejum, seu nível de glicose no sangue pode estar muito baixo (hipoglicemia). Então, seu organismo vai passar a consumir proteínas. Você perde massa magra (músculos), diminui seu metabolismo e acaba ficando mais fraco. A performance cai e o desgaste físico e emocional aumenta. Em condições normais, com alimentação equilibrada, o organismo consegue manter este equilíbrio interno. No entanto, a o jejum prolongado pode comprometer esse balanço energético.

2. Ficar muito tempo sem comer deixa o metabolismo mais lento.
Verdade.
Depois de muito tempo sem comer, o metabolismo passa a funcionar mais lentamente, como tentativa de economizar energia. Como conseqüência, na próxima refeição, a tendência é acumular mais gordura. O ideal é não ficar sem comer por mais de 4 horas, distribuindo as refeições durante o dia.

3. O jejum acelera os resultados da dieta.
Falso.
As pessoas normalmente relacionam a dieta como algo muito restritivo, acreditando erroneamente que a reeducação alimentar proibirá o consumo de certos alimentos. Embora uma boa alimentação possa ter certas limitações, não há proibições absolutas.

4. Ficar em jejum causa dor de cabeça.
Verdade.
O cérebro não tem qualquer reserva energética e por isso, independente do estado nutricional é necessário que haja um suprimento de glicose, provenientes principalmente de alimentos fontes de carboidratos para este tecido. Situações de hipoglicemia, por exemplo, onde ocorre uma redução dos níveis de glicose sanguínea, podem acarretar perturbações no funcionamento do sistema nervoso central, que vão desde cefaléia, incoordenação de fala e motora, até alterações no eletroencefalograma e coma.

5. Ficar três horas sem comer não prejudica o organismo.
Verdade.
Períodos curtos de jejum (de uma a três horas sem comer) não acarretam problemas. Esse é o tempo médio que o organismo leva para realizar a digestão e conseqüente absorção dos alimentos. Mas pessoas com tendência a hipoglicemia devem se alimentar a cada duas horas. Do contrário, podem surgir sintomas como visão turva, cefaléias, enjôos, vômitos, tremores.

6. Pular o café-da-manhã diminui a capacidade raciocínio.
Verdade.
Jejuns superiores a quatro horas podem resultar em lentidão dos movimentos, raciocínio confuso, perda de memória, dores musculares e de cabeça, tontura e até mesmo desmaios em alguns casos mais graves. Quem persiste em tornar o almoço a primeira refeição do dia, está expondo o organismo a mais de doze horas em jejum. Esse estado metabólico também pode favorecer consideravelmente o aparecimento de infecções já que o organismo está fraco devido a falta de nutrientes.

7. Ficar em jejum durante o dia causa mau hálito
Verdade.
A presença do mau hálito, decorrente da acidose metabólica (excesso de acidez no sangue caracterizada por uma concentração anormalmente baixa de carboidratos) é decorrente a jejuns superiores a seis horas. Esta característica é bem comum em pacientes com diabetes. Os mecanismos de compensação realizados pelo organismo em situações de acidose é uma respiração mais profunda e rápida: o organismo tenta livrar o sangue do excesso de ácido reduzindo a quantidade de dióxido de carbono. Os rins tentam excretam mais ácido na urina. Quando estes dois mecanismos não conseguem estabelecer a homeostase e o corpo continua a produzir ácido em demasia, instala-se um quadro de acidose grave e, em última instância, o coma.

Fonte: Minha Vida

http://www.receitasparaemagrecer.com.br/?c=Mitos%20e%20Verdades&n=268

Pulmão - Nosso Sistema de Defesa *Medicina Chinesa*




O pulmão, é o responsável pela captação da parte yang da energia vital que chega através da respiração, e os distúrbios desta função vão repercutir no pulmão e no rim, que é onde vai ser recebida e agregada com a parte yin da energia que entra pelo estômago com a alimentação. Outra função importante do pulmão é em relação à defesa do organismo. Esta defesa é diferente da imunidade humoral, que está ligada às células brancas do sangue. Esta defesa é feita por uma energia que chamamos de wei qi, que é gerada pelo pulmão. Esta energia circula na superfície do corpo, e dá o primeiro combate aos ataques externos, sejam eles virais, bacterianos ou climáticos (vento, frio, umidade ).
Energeticamente o pulmão rege várias estruturas, a saber: a garganta e suas estruturas (amígdalas, tireóide), nariz, seios da face, a pele e os pêlos e o intestino grosso.
As emoções ligadas ao pulmão são a tristeza, a melancolia, as angústias e as tensões muito prolongadas. Aqui poderíamos incluir as depressões, mas aí o comprometimento energético é também do fígado. De uma forma mais genérica, poderíamos dizer que o pulmão é afetado pelas perdas afetivas, como os relacionamentos terminados ou as perdas de entes queridos.
Uma relação muito importante é a da pele com o pulmão, fato que também é observado pelos colegas alopatas. É bastante comum a evolução de um eczema para algum tipo de bronquite, e também o contrário, como as asmas ou bronquites quando tratadas por métodos naturais tendem a se resolver através de eliminações na pele. Em alguns casos o tratamento de uma lesão de pele, feito de forma a suprimir a lesão, pode gerar como conseqüência patologias, que vão desde uma simples rinite até as asmas ou as pneumonias de repetição. Portanto, toda a atenção com os tratamentos das alergias, dos eczemas, das dermatites, porque se forem mal conduzidos podem levar a manifestações no pulmão e o observador menos avisado, poderá pensar que são manifestações independentes, quando são na realidade a mesma doença em fases diferentes.
Ainda na pele temos a transpiração, que é controlada pelo pulmão através da abertura e fechamento dos poros. Num quadro de diminuição da energia do pulmão podemos observar com freqüência a ocorrência de transpiração espontânea abundante, inclusive durante o sono. Nestes casos, a energia está tão fraca que não consegue fechar os poros.
Outra estrutura regida pelo pulmão é o intestino grosso que, junto com a pele, funciona como órgão de eliminação, como nos quadros catarrais onde há eliminação de muco juntamente com as fezes. Por outro lado, também temos as alergias alimentares que tem seu início nos intestinos e depois se manifestam na pele, podendo chegar a invadir o pulmão propriamente. Podemos também citar a intolerância à lactose, que também tem manifestações a nível intestinal e pulmonar. Temos também as constipações intestinais que podem ser por falta de líquidos, fibras, por excesso de calor, por excesso de umidade, por diminuição da energia total, por diminuição da energia do pulmão, e várias outras etiologias, assim sendo não é só comendo frutas e verduras ou fibras em geral que vamos regularizar o funcionamento do intestino.
Outra função comandada pelo pulmão é a produção de líquidos orgânicos. Esta função em primeira instância, pareceria ser do rim, mas é do pulmão. Esta produção se dá basicamente pela respiração celular, onde vamos ter, como produtos finais, gás carbônico e água. Esta água, pode ser chamada de endógena, para diferenciar da água que consumimos via oral, ou em outros alimentos. Uma disfunção neste processo de difusão da água, vai levar a formação dos edemas (inchaços) nas partes altas do corpo, como no rosto, nas pálpebras, diferente dos edemas inferiores que estão ligados à energia do rim. Assim, resumindo, a água endógena é formada pelo pulmão e encaminhada ao rim, seguindo o mesmo caminho da energia yang captada pela respiração.
Uma forma fácil de reconhecer alguém com desarmonia da energia do pulmão, é pela cor extremamente branca do rosto. Para finalizar, o sabor que tonifica o pulmão é o picante, sempre em pequena quantidade, senão pode produzir calor e lesar o organismo.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Finados



Homenagem aos meus amores que já voltaram à casa do Pai.
Meu amor eterno.