Importante!

Este blog não tem propósito de indicar tratamentos para substituir cuidados médicos e medicamentos.Em caso de doença procure um médico e faça o tratamento corretamente.As dicas aqui descritas servem como terapia complementar e preventiva.




quarta-feira, 11 de abril de 2012

Caçador de Mim



Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu caçador de mim

Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim

Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito a força, numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim


Meu peito se enche de tanta emoção, de tanta recordação neste momento...
Saudade que não cabe no peito de quem já partiu, do que já se foi e do que ainda será...., mas como diz a música "nada será como antes".Ou será??
Meu avô era um homem muito forte, difícil e doce.É, e sempre será um dos homens mais importantes da minha vida.Ele representa a força que um pai tem por obrigação passar para sua filha.Agradeço a ele a disciplina, o respeito e por fim a maior e melhor de todas as lições: o gesto de importar-se, de me ver com ser humano, de me perceber e de se colocar no meu lugar...Isso é para poucos, não?
Ele adorava essa música!!!Interessante, pois ele não era lá de falar sobre suas emoções...não havia sido criado dessa forma.Como um homem com pouco estudo podia apreciar e principalmente, entender uma letra como essa!!!Ele definitivamente era um caçador de si mesmo.Hoje lamento não tê-lo aqui comigo... vejo-me no meio dessa natureza, dessas flores, desse meu jardim tão florido e lembro de como ele gostava de tudo isso, de como estar próximo disso tudo fazia bem a ele.Vejo meus avós quase sempre aqui comigo, embalando o sono dos meus filhos, conversando comigo, passando a mão pelos meus cabelos....e nas plantas e flores que estudo e trabalho, nossa 'nelas' nem se fala!!!Lembro muito deles.
E nas horas de aflição... todo mundo tem esses momentos, não é?Ele está aqui comigo ...estamos ligados... eu sei disso, eu sinto isso.
Obrigada, grande amigo Antonio, grande instrutor, grande ancião pelo ensinamentos.
Apesar de todas as suas dores e dificuldades você conseguiu fazer de mim um ser humano muito melhor.Claro que eu tenho meus méritos...rsrsrs... e tenho a consciência que outras pessoas também me ajudaram muito na minha caminhada, mas vc...com esses seus olhinhos castanhos... seus elogios, seus silêncios e sua presença foram alicerce forte na construção de quem eu sou fundamentalmente.Te amo, vô.
Dadá.

Um comentário:

  1. Êita nós! Começar a manhã entupindo o peito de emoção, não dá! Haja coração!
    Bjssssssssssssss, meu amor!

    ResponderExcluir