Importante!

Este blog não tem propósito de indicar tratamentos para substituir cuidados médicos e medicamentos.Em caso de doença procure um médico e faça o tratamento corretamente.As dicas aqui descritas servem como terapia complementar e preventiva.




segunda-feira, 28 de maio de 2012

Aromaterapia - A cura pelos Aromas


E pensar que tudo começou com uma queimadura... de um químico francês René Maurice Gattefossé em 1937. Depois de uma experiência errada em sua fábrica de perfumes, e sabendo que a lavanda era utilizada na medicina para queimaduras, ele mergulhou a mão numa tinta de óleo puro de lavanda, usado na preparação de perfumes. Após observar que sua mão havia se recuperado rapidamente, Gattefossé começou a estudar as propriedades medicinais dos óleos essenciais. Os óleos essenciais são compostos pelas substâncias mais voláteis das plantas, são extraídos através de um processo de destilação por evaporação ou por pressão a frio. Para se obter óleos essenciais puros, nenhum outro produto ou substância química devem ser usados durante o processo de extração, uma vez que esses prejudicariam a composição orgânica natural do material vegetal. De fato, todos os óleos essenciais são compostos de diferentes moléculas orgânicas que, atuando em conjunto, dão ao óleo seu perfume característico, assim como qualidades terapêuticas específicas. Alguns óleos essenciais são conhecidos por suas propriedades antivirais e antibacterianas, podendo ser usados para tratar infecções como herpes simples, infecções dermatológicas e intestinais e gripe. Talvez o óleo mais usado seja o óleo essencial de eucalipto, que quando inalado, exerce ação restauradora sobre o aparelho respiratório, funcionando como agente antibacteriano e antiviral, além de expectorante. O Stress superestimula o sistema nervoso simpático, forçando os músculos a se contrair e, finalmente, se encurtar. Certos óleos essenciais, quando inalados, podem ajudar a alinhar o sistema nervoso simpático, fazendo com que sua ação entre em equilíbrio com a do sistema nervoso parassimpático; isso reduzirá os efeitos negativos que o stress possa ter sobre o sistema músculo-esquelético. Lista de alguns óleos essenciais e seus usos: Alfazema - irritação da pele, acne, eczema e queimaduras. Ansiedade, depressão, debilidade, irritabilidade, palpitações. Salvia - tônico completo e pode ajudar a reduzir a fadiga, irritabilidade e depressão, estimulando a auto-estima, além de diminuir o stress total no corpo. Garganta irritada. Alecrim - debilidade generalizada, perda das funções nervosas, dor de cabeça, fadiga mental, memória fraca, tosse, coriza. Camomila - Ansiedade, depressão, histeria, insônia, irritabilidade, nevralgia, todo tipo de dores e tensões. Erva-doce - por suas qualidades diuréticas e pela maneira como age sobre os hormônios, é excelente como auxiliar nos regimes de emagrecimento. Melissa - pressão alta de fundo emocional, choque, tensão, age como tônico.

Sensação de nó na Garganta


Plano corporal: pescoço(incorporação, ligação, comunicação) Plano sintomático: compromisso frouxo entre impulso e defesa; "falar de boca cheia", sem extrair daí as consequências: ausência de abertura interna para as pretensões próprias de uma boca grande/boca cheia; "engolir sapo": bloqueio sexual; inchar o pescoço de raiva, em vez de inchar de prazer; pescoço apertado de medo. Tratamento: bloqueio na passagem da cabeça para o corpo, ou seja, tornar-se consciente da sensação de ter o canal cheio; preencher o canal com um conteúdo real; tornar-se consciente da frouxidão do compromisso. O que fazer:confrontar-se com o medo, até que ele se resolva em seu pólo oposto, a amplidão; liberar o caminho(da expressão); ultrapassar sua própria estreiteza, ou seja, dissolvê-la.

sábado, 26 de maio de 2012

Psicossomática : A dor da Emoção

A dor não surge apenas por estimulação periférica, mas também por uma experiência da alma, que reside no coração. Platão O que podemos dizer sobre aquela dor que muitos definem como dor d’alma ou dor no coração, mas que, na verdade, não há nada que a comprove nos exames laboratoriais? É claro que sabemos que a dor, tanto física quanto emocional, é essencial para a sobrevivência e integridade de nosso organismo, mas em alguns momentos pensamos que não conseguiremos suportá-la. Mas qual o significado da dor emocional? Dor, etimologicamente, origina-se do latim dolore. Sofrimento moral, mágoa, pesar, aflição, dó, compaixão. É, também, a emoção típica de uma tristeza profunda, causando muitas vezes o choro. A dor pode ser usada pelo inconsciente com a finalidade simbólica de expressar uma mensagem para o mundo ou para alguém em especial, podendo ser nós mesmos. Isto significa que a dor pode querer dizer algo, pode ter um significado. Quando uma pessoa usa a expressão: você feriu os meus sentimentos, poderá estar dizendo a pura verdade. Uma dor de rejeição não é menor do que aquela que sentimos ao esmagar o dedo. Não há dor maior ou menor, independente do que a gerou. É preciso entrar em contato não com os fatores externos que desencadearam a dor, mas seu significado dentro da psique, pois a dor muitas vezes é o inconsciente se expressando de forma simbólica. Existem vários tipos de dor citados na literatura, mas quero me referir aqui à dor que vem de dentro, sem nenhum estímulo concreto externo; a dor emocional, chamada de dor psicogênica (de origem psíquica) que é aquela onde não é encontrada nenhuma doença ou lesão, sendo considerada um sintoma freqüente em pessoas com conflitos emocionais e com tendência a negar esses conflitos, que podem se fazer presentes através da dor. É muito comum a dor ser mais intensa em quem tem dificuldade para expressar o que sente, havendo um bloqueio da expressão afetiva. Nesse caso, a pessoa carrega uma agressividade contida, como uma energia represada, reprimida, e que precisa ser liberada, extravasada, podendo se tornar agressiva não apenas com os outros, mas principalmente consigo mesma. Mesmo a dor física sem causa concreta depende da sensibilidade de cada um e que se diferencia pelo limiar doloroso. Em períodos de muita tensão esse limiar também poderá diminuir, pois está relacionado com as endorfinas (substância liberada no interior do organismo) que podem ser entendidas como analgésicos. E o nível das endorfinas está relacionada com nosso estado emocional. As pessoas deprimidas tendem a ter essa taxa baixa e sentirá dor com mais intensidade. Não podemos negar que mesmo na dor física a emoção é um fator importante. A maneira de encarar um dano sofrido pode determinar a intensidade e duração da dor, podendo tornar-se mais intensa quando ignorada ou punida. É preciso compreender como a pessoa está sentindo a dor e o que isso representa. Na verdade, a dor emocional é uma só: ela depende exclusivamente de quem a sente, geralmente sentida em silêncio, no escuro do quarto, sem que ninguém mais saiba, porque em geral ela será reprimida se a expressar, assim como aprendemos desde crianças. Na dor psicogênica há alguns traços importantes nos chamados pacientes propensos à dor, como: - Proeminência de culpa; - História de sofrimentos freqüentes; - Intensos impulsos agressivos não satisfeitos; - Aparecimento de dor diante de uma perda, real ou ameaçada. É interessante notar que o que deu origem ao termo inglês pain que traduzido significa dor, foi a palavra latina poena e a grega poiné, ambas significando castigo, punição, fazendo assim uma conotação entre castigo e dor. Muitas vezes a dor é sentida como um castigo/punição para muitas pessoas, principalmente quando se sentem culpadas. A culpa geralmente intensifica a percepção da dor, trazendo em si uma necessidade inconsciente de punição, muitas vezes dificultando a busca pela elaboração e compreensão do conflito que a causou. A culpa sempre gera uma necessidade de autopunição. Na dor emocional, não há lesão nem doença, porém a impressão física parece real. Há uma angústia no corpo todo, provocando um aperto no peito, dificuldade de respirar, uma sensação que o coração vai partir. É comum a expressão: dói na alma, no fundo do coração. A dor, no coração do nosso ser, é o sinal incontestável da passagem de uma prova. Quando uma dor aparece, podemos acreditar que estamos atravessando uma prova decisiva. A prova de uma separação, deixando-nos súbita e definitivamente, nos transtorna e nos obriga a nos reconstruir. Seria falso acreditar que a dor psíquica é um sentimento exclusivamente provocado pela perda de um ser amado. Ela também pode ser dor de abandono, quando o amado nos retira subitamente o seu amor; de humilhação, quando somos profundamente feridos no nosso amor-próprio; da decepção; da espera. Os motivos que nos causam dor podem ser muitos, mas em geral a dor só existe sobre um fundo de amor. Mas como reconstruir diante de tanta dor? A dor não tem apenas aspectos negativos, é uma forma de aviso, alarme, um enorme sinal dizendo que algo está errado, e que devemos nos conscientizar dos sentimentos originais reprimidos e negados. Quanto mais importante é o fator desencadeante da dor, ou seja, a origem da dor original, mais ela será sentida. Por isso é muito comum a dor intensa, sem fim, em términos de relacionamentos, diante da morte de uma pessoa amada, enfim, nas situações de perdas. Se a dor emocional implica em sofrimento, e esse é resultado de um conflito reprimido, podemos sim, buscar identificar a origem dessa dor, confrontar tudo que ela carrega, explorar toda a situação envolvida, identificar culpas, histórico de vida, enfim, enfrentando aquilo que tanto nos machuca através do processo terapêutico, podemos evitar assim que uma doença se instale. A dor é sempre um sinal de aviso! Cabe a cada um se perguntar: o que essa dor está querendo transmitir? O que preciso entender, aprender? E é claro, é preciso querer ouvir a resposta! Todo sofrimento que advém da dor emocional pode ser uma forma de conduzir, nós, seres humanos, tão (in)certos do que queremos para nós, que esse momento de sofrimento, desespero, em que inconscientemente nos referimos a dor emocional, dor d’alma, pode ser percebido como um sinal da necessidade em buscar uma maior espiritualidade e autoconhecimento. A dor emocional pode ser uma das formas de nos levar a Deus, cada um da forma que o concebe, mas do ponto de vista psicológico pode ser entendido como a busca de si mesmo. Ou seja, a compreensão da mensagem, ainda que simbólica, transmitida pela dor emocional, pode ser o diferencial que pode nos conduzir ao crescimento e a cura. por Rosemeire Zago

Aceite-se ou Sofra

No momento em que você se aceita, você se torna aberto, torna-se vulnerável, receptivo. No momento em que você se aceita, não há necessidade de futuro nenhum, porque não há necessidade de melhorar coisa alguma. Então, tudo é bom, tudo é bom como é. No próprio exercício de viver, a vida começa a adquirir um novo colorido, surge uma nova harmonia. Se você aceita a si mesmo, esse é começo da aceitação de tudo. Se rejeita a si mesmo, você está basicamente rejeitando o universo; se rejeita a si mesmo, você está rejeitando a vida. Se aceita a si mesmo, você aceitou a vida; então, não há mais nada a fazer além de sentir prazer, celebrar. Não há do que se queixar, não há ressentimentos; você se sente grato. Então, a vida é boa e a morte é boa; então, a alegria é boa e a tristeza é boa; então, estar com a pessoa amada é bom e estar sozinho é bom. Então, tudo o que acontece é bom, porque acontece a partir do todo. Mas você foi condicionado, ao longo de séculos, a não aceitar a si mesmo. Todas as culturas do mundo foram envenenadas pela mente humana, porque todas elas dependem de uma coisa: melhorar a si mesmo. Todas despertaram ansiedade em você ansiedade é o estado de tensão entre o que você é e o que deveria ser. As pessoas tendem a permanecer ansiosas se houver um "deve" na vida. Se há um ideal que tem de ser atingido, como você pode ficar relaxado? Como pode ficar em casa? E impossível viver qualquer coisa totalmente, porque a mente anseia pelo futuro. E esse futuro nunca vem ele não pode vir. Pela própria natureza do seu desejo, é impossível quando ele vem, você começa a imaginar outras coisas, você começa a desejar outras coisas. Você pode sempre imaginar uma situação melhor. E você pode sempre ficar na ansiedade, tenso, preocupado é assim que a humanidade tem vivido por séculos. Apenas raramente, de vez em quando, um homem escapa da armadilha. Esse homem é chamado de Buda, de Cristo. O homem desperto é aquele que conseguiu sair da armadilha da sociedade, que viu que essa armadilha não passa de um absurdo. Você não pode melhorar a si mesmo. E eu não estou dizendo que a melhora não aconteça; lembre-se mas você não pode melhorar a si mesmo. Quando pára de se melhorar, a vida melhora você. Nesse relaxamento, nessa aceitação, a vida começa a cuidar de você, a vida começa a fluir através de você. E quando você não tem nenhum ressentimento, nenhuma queixa, você desabrocha, você floresce. Portanto, eu gostaria de lhe dizer: aceite a si mesmo como você é. E essa é a coisa mais difícil do mundo, porque vai contra o seu treinamento, a sua educação, a sua cultura. Desde o início da vida lhe disseram como você deveria ser. Ninguém nunca lhe disse que você é bom assim como é; eles sempre puseram programas na sua mente. Você foi programado pelos pais, pelos padres, pelos políticos, pelos professores você foi programado para apenas uma coisa: simplesmente continuar se aprimorando. Aonde quer que você vá, vai correndo atrás de alguma coisa. Você nunca descansa. Trabalha até a morte. O meu ensinamento é simples: não adie a vida. Não espere pelo amanhã, pois ele nunca vem. Viva o dia de hoje! Jesus disse aos seus discípulos: "Olhai para os lírios do campo, como crescem; eles não trabalham, nem fiam contudo eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles." Qual é a beleza das humildes flores? Sua beleza está na total aceitação. Elas não têm um programa em seu ser para melhorar. Elas estão aqui e agora dançando ao vento, tomando banho de sol, conversando com as nuvens, dormindo no calor da tarde, flertando com as borboletas... desfrutando, sendo, amando, sendo amadas. E toda a vida começa a despejar a sua energia dentro de você quando você está aberto. Então as árvores são mais verdes do que lhe parecem ser agora; então o sol é mais brilhante do que lhe parece ser agora; então tudo torna-se psicodélico, colorido. Do contrário, tudo perde a graça, torna-se insípido, melancólico e sem brilho. Aceite-se essa é a oração. Aceite-se essa é a gratidão. Relaxe internamente é dessa maneira que Deus queria que você fosse. Ele não queria que você fosse de outro jeito; do contrário, teria feito você diferente. Ele fez você como você e como ninguém mais. Tentar se aprimorar é basicamente tentar aprimorar a Deus o que é uma idiotice, e você vai ficar cada vez mais louco nessa tentativa. Não vai chegar a lugar nenhum; simplesmente terá perdido uma grande oportunidade. Deixe que essa seja a sua cor a aceitação. Deixe que essa seja a sua característica a aceitação, a completa aceitação. E então você ficará surpreso: a vida está sempre pronta a derramar as suas bênçãos sobre você. A vida não é sovina; a vida sempre dá em abundância mas não podemos receber essa abundância porque não sentimos que merecemos recebê-la. É por isso que as pessoas se apegam às desgraças elas se acomodam à sua programação. As pessoas continuam se punindo de mil e uma maneiras sutis. Por quê? Porque isso se encaixa no seu programa. Se você não é como deveria ser, terá de se punir, terá de criar sofrimentos para si mesmo. É por isso que as pessoas se sentem bem quando são sofredoras. Deixe-me dizer uma coisa: as pessoas ficam contentes quando são sofredoras; elas se tornam muito, mas muito inquietas quando estão felizes. Isso foi o que observei em milhares e milhares de pessoas: quando elas são infelizes, tudo está como deveria ser. Elas aceitam a situação essa situação de infelicidade se enquadra no condicionamento, na mente delas. Elas sabem o quanto são horríveis, elas sabem que são pecadoras. Disseram-lhe que você nasceu no pecado. Que estupidez! Que absurdo! O homem não nasce no pecado, mas na inocência. Nunca houve nenhum pecado original, a única coisa que houve foi a inocência original. Toda criança nasce na inocência. Nós fazemos com que se sinta culpada começamos a dizer: "Assim não pode ser. Você deve ser deste modo." E a criança é natural e inocente. Nós a castigamos por ser natural e inocente e a recompensamos por ser artificial e esperta. Nós a recompensamos por ser falsa todas as nossas recompensas são para as pessoas falsas. Se alguém é inocente, não lhe damos nenhuma recompensa; não temos nenhuma consideração para com essa pessoa, não temos nenhum respeito por ela. O inocente é condenado, o inocente é considerado quase como um sinônimo de criminoso. O inocente é considerado tolo, o esperto é considerado inteligente. O falso é aceito o falso se encaixa na sociedade falsa. Então, toda a sua vida não passa de um esforço para criar cada vez mais punições para si mesmo. E tudo o que você faz é errado; então você tem de se punir por todas as alegrias. Até mesmo quando a alegria vem a despeito de você mesmo, lembre-se, quando a alegria vem a despeito de você, quando às vezes Deus simplesmente se choca contra você e você não pode evitá-lo imediatamente você começa a se punir. Algo deu errado como isso pôde acontecer a uma pessoa horrível como você? Na noite passada, um homem me perguntou: "Osho, o senhor fala sobre o amor, o senhor fala de dar o seu amor. Mas o que eu tenho para dar a todo mundo?" Ele quis saber: "O que eu tenho para oferecer à minha amada?" Essa é a idéia secreta de todo mundo: "Eu não tenho nada." O que você não tem? Ninguém lhe disse que você tem todas as belezas de todas as flores porque o homem é a mais bela flor desta terra, o ser mais evoluído. Nenhum pássaro pode cantar a canção que você é capaz de cantar o canto dos pássaros não passa de ruídos, embora ainda assim seja lindo porque vem da inocência. Você pode cantar canções muito melhores, de maior importância, com muito mais significados. Mas você pergunta: "O que eu tenho?" As árvores são verdes, belas; as estrelas são belas e os rios são belos mas você já viu algo mais belo do que o rosto humano? Você já se deparou com algo mais belo do que os olhos humanos? Em toda a terra, não existe nada mais delicado que os olhos humanos nenhuma rosa pode competir com eles, nenhum lótus pode competir. E que profundidade! Mas você quer saber: "O que eu tenho para oferecer no amor?" Você deve ter vivido uma vida de condenação de si mesmo; você deve ter-se depreciado, sobrecarregando-se de culpas. Na verdade, quando alguém o ama, você fica um tanto surpreso. "Quem... eu? Uma pessoa me ama?" A idéia surge na sua mente: "É porque ela não me conhece. É isso. Se vier a me conhecer, se me observar melhor, ela nunca me amará." E assim os amantes começam a se esconder uns dos outros. Eles guardam muitos segredos, não abrem os seus segredos porque têm medo de que, no momento em que abrirem o coração, o amor irá desaparecer porque não conseguem se amar, como podem imaginar que alguém os ama? O amor começa com o amor por si mesmo. Não seja egoísta, mas satisfeito consigo mesmo e essas são duas coisas diferentes. Não seja um Narciso, não seja obcecado por si mesmo mas o amor por si mesmo é um dever, um fenômeno básico. Apenas quando parte desse pressuposto é que você pode amar alguém. Aceite a si mesmo, ame a si mesmo; você é uma criação de Deus. A assinatura de Deus está em você e você é especial, único. Ninguém mais nunca foi como você e ninguém mais jamais será como você é simplesmente único, incomparável. Aceite isso, ame isso, celebre isso na própria celebração você vai começar a ver a singularidade dos outros, a incomparável beleza dos outros. O amor só é possível quando existe uma profunda aceitação de si mesmo, do outro, do mundo. A aceitação cria um ambiente em que o amor prospera, o solo em que o amor viceja. do livro: Intimidade como confiar em si mesmo e nos outros. Ed. Cultrix

sábado, 19 de maio de 2012

Terapeuta versus ser humano

Essa semana me fizeram uma pergunta bastante interessante.Perguntaram-me como um terapeuta pode ajudar alguém se ele também é um ser humano que tem seus próprios problemas. O terapeuta é um ser humano, mas esta é uma condição que o ajuda a ter empatia por outros seres humanos. De toda forma os terapeutas também são clientes de seus terapeutas, e quando estão em seus consultórios eles são treinados a terem um olhar objetivo e profissional, e não permitem que suas próprias dificuldades interfiram.Esse é o barato da terapia.Entendo esse lugar como o espaço de troca e aprendizado mútuo. Beijos floridos, Danielle

Carência Afetiva

Não há quem possa dizer que nunca sentiu carência afetiva. Sentir falta de um abraço, uma palavra de carinho, um apoio do chefe faz parte da condição humana.O sofrimento surge quando não percebemos a possibilidade desse contato caloroso com outras pessoas. Este é o momento de questionar-se: Será que você não tem pessoas calorosas por perto ou será que elas até estão por perto mas você as está afastando?A psicologia está intimamente envolvida em tudo o que você faz, nas coisas que você fala, nos lugares aonde você vai, nas decisões que você toma. Um programa sobre esportes por exemplo, sempre menciona a influencia do aspecto psicológico sobre desempenho do atleta, se ele teve problemas pessoais naquela semana, com certeza seu desempenho será afetado. O desempenho de cada um de nós, na vida, depende do nosso estado mental.A forma como a pessoa se sente, se está motivada, se está desanimada e se recebe calor humano tem uma influência enorme nos resultados da vida. Se consegue passar no concurso, se constrói um relacionamento amoroso bacana, se consegue um desempenho legal no trabalho é porque antes conseguiu estar psicologicamente equilibrada e, para este equilíbrio ser completo é necessário a troca carinhosa com pessoas que você admira e quer bem.Carência emocionalTem gente que vai pra festa e se diverte e, outros passam a mesma festa de mau humor. Tem gente que vai segunda feira de manhã para trabalho no melhor animo e outros vão arrastados. Por quê alguns vivem carentes, parece que nada o completa? Porque as necessidades psicológicas de uns estão sendo satisfeitas e de outros não.O é necessidade psicológica?A definição da palavra necessidade é: “ qualquer condição que seja essencial á vida de forma que a satisfação dessa necessidade produza bem estar, e a não realização causa danos”. Portanto satisfazer suas necessidades psicológicas é obrigatório para manter a saúde mental.Q uais são as necessidades psicológicas?São basicamente três:Autonomia - Todo mundo precisa sentir que pode decidir o rumo da sua vidaC ompetência - Se refere à percepção de ter capacidade para realizar coisas.R elacionamentos - O ser humano não nasceu pra viver só, o ser humano foi feito pra viver com outras pessoas.Satisfazendo estas três áreas você está apto a uma vida plena. Quando você tem essas necessidades psicológicas satisfeitas passa a ter disposição e envolvimento com a vida. Percebe que quando você está em depressão ou com sintomas de ansiedade, você não tem uma real sensação de envolvimento com a vida? Com depressão você acha que nada bom poderá acontecer, com ansiedade você sente medo, apreensão sente que na vida só lhe oferecerá coisas ruins.AutonomiaDiante de uma situação de decisão queremos ter opções. Ninguém quer casar com o primeiro que apareceu, quer conhecer pessoas. Ninguém quer trabalhar naquilo que foi imposto, quer saber qual a sua vocação. É natural do ser humano, todo mundo nasce com a necessidade de autonomia, de decidir o que fazer, quando fazer, como fazer e quando parar de fazer. Quando alguém abre mão da autonomia é porque não está bem psicologicamente, algo não está funcionando de forma saudável, esta pessoa está se sentindo coagida, está em sofrimento psicológico. A pessoa dependente, que precisa que os outros lhe digam o que fazer, nunca será realmente feliz.Com a necessidade de autonomia satisfeita você pode se sentir motivado, sentir curiosidade pela vida, ter o desejo de superar desafios e perceber que desafios são muito interessantes.CompetênciaTodo mundo precisa se sentir competente, pois é a necessidade de competência que te motiva a buscar coisas boas, é o que te motiva a se esforçar, a dominar os seus desafios.Desafios fazem parte da vida, ainda bem, senão seria tudo muito chato. O problema aparece quando você não se sente capaz de enfrentar os desafios da sua vida, é quando você não se sente competente pra vida. Isso é péssimo porque sua necessidade psicológica de competência não está sendo satisfeita.Ter problemas, dificuldades na vida, não é a pior parte, pois problemas todos nós temos, a pior parte é você não se sentir capaz de superar estes problemas.A referencia que as pessoas precisam ter para se perceberem como competentes é a seguinte: Quando você mesmo analisa o resultado do seu esforço ou quando os outros te dão essa o feedback, alguém lhe diz que aquele seu projeto está bem feito. Comparações são fontes de referências. Você tanto pode se comparar com você mesmo, como pode se comparar com os outros.Ao se comparar com você mesmo você percebe que hoje você está melhor, ou pior, do que já foi no passado. Mas ao se comparar com os outros você acaba com grandes chances de se ver como perdedor, ou com culpas por precisar que o outro esteja em pior situação que você para que você se sinta bem.Então para você potencializar sua percepção de competência o ideal é que você mesmo verifique o resultado do seu esforço. Não deixe para que os outros lhe avaliem. Se compare sempre com você mesmo, analise o seu crescimento, veja o quanto hoje você está melhor que ontem, nunca se compare com os outros.RelacionamentosA última necessidade é a de relacionamentos. Ninguém nasce para viver sozinho. Todo mundo precisa de amigos, de relações calorosas e afetuosas, de relacionamentos amorosos, de uma família que apóia. É natural do ser humano o desejo de estar emocionalmente conectado e, quando essa necessidade não é satisfeita vem o sofrimento psicológico.Para superar a dificuldade em relacionamentos eu aplico um protocolo clínico que se chama “ Treino em Habilidades sociais”. Muitas pessoas perderam ou nunca tiveram habilidade para ter relacionamentos interessantes. Muitos só conseguem ter o que a gente chama de “relacionamento de troca”, que é o relacionamento que se tem com os “conhecidos”. Com os amigos de verdade o relacionamento é de comunhão e não de troca. Na comunhão você sente que o outro realmente se importa com você, se interessa pelo seu bem estar. Nas relações de troca há o “Bom dia” formal, frio, sem interesse sincero pelo bem estar do outro. Este é o relacionamento que temos com o balconista da padaria, com quem você troca dinheiro por produto mas, não se envolve com a pessoa.Apreciar a vidaÉ importante você estar no trabalho e sentir-se realmente envolvido com o que está fazendo. Trabalhar com gosto, estudar alguma coisa e realmente se sentir envolvido por aquele assunto. Estar com pessoas e se sentir bem com elas. Se sentir participante da vida.Para isso é necessário que você esteja em equilíbrio no que se refere tanto a motivação intrínseca como a motivação extrínseca. Vou dar um exemplo: Uma pessoa tocando piano. O que a levou a estudar piano foi a oportunidade de satisfazer suas necessidades psicológicas. A pessoa se sente autônoma quando foi sua escolha estudar piano. Ela se sente competente cada vez que aprende uma musica pois vence um desafio e, quando ela toca o piano para outras pessoas ela está se relacionando com estas as pessoas Essas são as motivações intrínsecas, é o que vem de dentro pra fora.As motivações extrínsecas que são as que vem de fora, por exemplo, tocar piano pode ser uma oportunidade de ganhar dinheiro, ganhar prêmios em concursos, pode impressionar outras pessoas. Esses são os motivadores externos e são tão importantes quanto os internos.Necessidades sociaisDiferente das que eu falei até agora pois não nascem com a pessoa, são necessidades adquiridas. São as necessidades de realização, de poder, de dinheiro, de carro novo. Isso é aprendido, não nasce com você.Com o passar do tempo conforme as experiências pelas quais você passa você vai adquirindo preferências, prefere ser médico ao invés de advogado, prefere algo que o desafie mais ou menos, prefere situações onde vai ter muita visibilidade ou pouca. São as suas escolhas que surgem por meio da sua experiência de vida.O que é necessidade?A definição de necessidade é: Qualquer condição que seja essencial á vida de forma que a satisfação dessa necessidade produza bem estar e, a não realização da necessidade cause danos a pessoa .Toda necessidade psicológica tem que ser satisfeita, pois a não satisfação provoca deficiências psicológicas.As necessidades sociais mais importantes são as necessidades de realização, afiliação e poder.Necessidade de realizaçãoQuem tem alta necessidade de realização provavelmente teve pais muito rígidos, exigentes, com horário pra tudo. São pessoas que crescem com padrões muito elevados, crescem sentindo que precisam ser perfeitas e passam a ter grande necessidade de realização.Para satisfazer sua necessidade de realização é preciso desenvolver em um estilo mais otimista, ter expectativas elevadas de sucesso. Não adianta querer ter sucesso se você não considera legais e interessantes as pessoas que conseguiram este sucesso.Não adianta apenas ser capaz, você tem que reconhecer essa capacidade em você, caso contrário ela fica guardadinha sem ser usada.Pra você se sentir realizado é preciso que você assuma tarefas moderadamente difíceis. Não podem ser fáceis demais, senão desanima, mas também não podem ser difíceis demais, senão você desiste. Por “tarefa” entenda qualquer conquista que você queira, um trabalho, um relacionamento, um curso, etc.É bem interessante que haja algum senso de competição, nem que seja uma competição contigo mesmo.EmpreendedorismoPesquisas perceberam que todas as pessoas empreendedoras tem alta necessidade de realização.MetasSão importantíssimas. Uma das primeiras coisas que eu faço na clinica quando recebo um paciente novo é estabelecer com ele as metas terapêuticas pois, só podemos chegar em algum lugar quando se sabe para onde se está indo. Você só se interessa por padrões de excelência quando se sente impelido pra isso e, as metas te impelem para ser cada melhor.E xistem dois tipos de metas as positivas e as negativas.Nas metas positivas o objetivo é o auto aperfeiçoamento e não competir com os outros. As metas positivas são metas de aproximação ou seja, a pessoa busca se aproximar das coisa que são boas, e não fugir das ruins. Por exemplo, um aluno vai fazer uma prova com uma meta positiva pretende voltar para casa com um boletim de notas altas. Um aluno com metas negativas vai pra prova pra fugir de notas baixas.Nas metas negativas o objetivo é fugir dos maus resultados.Uma coisa é você se dedicar a uma tarefa a fim de ter bons resultados, outra é fugir dos resultados negativos. A tarefa é a mesma mas, com a meta positiva a disposição, o animo é muito melhor. A fuga é sempre terrível. Fugir de algo, evitar algo é sempre mais difícil do que buscar algo. Quem faz regime sabe que deixar de comer é muito difícil quando o enfoque muda para ganhar um belo corpo. A coisa muda totalmente, por isso saber estabelecer a meta certa faz toda a diferença para atingir os objetivos.Necessidade de afiliaçãoAs pessoas que foram criadas com muitos elogios sentem como é importante que gostem dela e, passam a ter a necessidade de afiliação mais desenvolvida.Necessidade de poderAs pessoas com pais mais permissivos têm a oportunidade de conquistar coisas e desenvolvem uma necessidade de poder mais intensa.Capacidade de controleImagine como são problemáticas as relações sociais quando você percebe que o outro não está nem aí com você, que ele não te respeita. Imagine o sofrimento de quando você prevê que aquele trabalho que você está fazendo não vai será satisfatório, imagine se sentar na frente de um volante de carro quando você não se sente capaz de dirigir este carro. Ou seja, a gente se sente bem em situações que consegue prever resultados legais. As pessoas só conseguem ser felizes quando se percebem com condições de influenciar o mundo a sua volta, quando tem condições de aumentar a probabilidade de melhorar os resultados .Quando a pessoa pensa que “Tal tarefa é difícil mas, eu tenho condições de superar ” dá um animo danado pra enfrentar a tal tarefa mas, quando ela pensa “A tarefa é difícil e não tem o que eu possa fazer pra superar isso” entra o desanimo, a depressão, a apatia e o tédio.Ou seja, é a capacidade de controle pessoal que mantém a pessoa saudável psicologicamente é quando ela percebe que tem o que é preciso para influir no ambiente e que este ambiente vai responder favoravelmente.Auto eficáciaO primeiro grande ponto para suprir as necessidades internas é o desenvolvimento do senso de auto-eficácia.A uto eficácia é a percepção de possuir capacidade em usar suas habilidades para enfrentar as dificuldades. Auto eficácia é o julgamento que a pessoa faz de si mesmo quanto a ser capaz de enfrentar os momentos difíceis.Exemplo de falta de sendo de auto-eficácia: Uma pessoa que não pode nem pensar que um dia perderá o emprego, que um dia perderá a mãe, pois apenas pensar sobre isso já a desestrutura. Ela não se percebe com habilidades, nem condições de superação.O oposto de eficácia é a duvida. Será que posso? Será sou competente? A dúvida gera ansiedade, inquietação e confusão.As dificuldades os reveses nem sempre produzem um mau resultado, como também a sua habilidade pode não produzir um sucesso. O que determina o sucesso é sempre o senso de auto eficácia . As coisas por si só não são boas nem ruins, as coisas são o que sua percepção interpreta. Observe as pessoas com que você convive, as que são bem sucedidas em relacionamentos ou negócios são necessariamente as melhores? Não, o sucesso pessoal, não necessariamente, é resultado das capacidades reais, mas é resultado do quanto esta pessoa se percebe capaz. Observe como há muitas pessoas sem sucesso algum na vida mas, são muito bem preparadas tecnicamente, possuem curso superior, tem todo um potencial que não é percebido, e por isso não engrena na vida? Não acreditam nelas mesmas. Não tem senso de auto eficácia.EsperançaQuanto maior a esperança em executar bem uma ação, maior é sua vontade, maior será seu esforço e persistência. Quando as pessoas não esperam ter condições de realizar bem uma tarefa, faltará também a vontade de participar da atividade.As pessoas evitam entrar em situações que acham que não se sairão bem. Isso é comportamento de auto-proteção, que no fundo não protege muito, na realidade limita a vida desta pessoa pois, quanto mais ela evita uma situação mais ela foge e, só retarda o seu próprio desenvolvimento. Quanto mais evitar situações de desafio, mais arraigada vai ficando essa dúvida que ela tem dela mesma no que se refere a ser capaz. E como ela não se dá chance de testar esta capacidade menos esta pessoa irá acreditar em si mesmo.A duvida que você carrega sobre si mesmo faz você se focar só em suas deficiências. Você acabará vendo o obstáculo maior do que é., e este será o primeiro passo para a ansiedade e depressão.As duvidas fazem as pessoas se conformarem prematuramente com soluções medíocres. Quando a pessoa não se acredita em si mesmo acaba aceitando qualquer resultado. É como se não merecesse mais da vida .Mas é possível adquirir melhores crenças de auto eficácia com o que se chama de “dotação de poder pessoal”, como por exemplo superar os medos, os comportamentos de evitação, de fuga, ter mais esforço, ser mais persistente e pensar com mais clareza.Aperfeiçoar as expectativas de auto eficácia é melhorar seu alicerce cognitivo motivacional.Falo da importância de nossas crenças pessoais, são elas que dirigem a nossa vida pois você é o que você acredita. Quando você tem crenças pessoais de controle fortes, você percebe bons resultados nas coisas que faz. Quando as crenças de controle são fracas a pessoa só consegue resultados ruins e, passa a não insistir, e quanto menos tenta menos consegue, vira um circulo vicioso.Vamos quebrar esse circulo vicioso, o lado bom em saber como a nossa mente funciona é descobrir que há para fazer no sentido de viver melhor, mais leve e equilibrado.Não há quem possa dizer que nunca sentiu carência afetiva. Sentir falta de um abraço, uma palavra de carinho, um apoio do chefe faz parte da condição humana. O sofrimento surge quando não percebemos a possibilidade desse contato caloroso com outras pessoas. Este é o momento de questionar-se: Será que você não tem pessoas calorosas por perto ou será que elas até estão por perto mas você as está afastando? A psicologia está intimamente envolvida em tudo o que você faz, nas coisas que você fala, nos lugares aonde você vai, nas decisões que você toma. Um programa sobre esportes por exemplo, sempre menciona a influencia do aspecto psicológico sobre desempenho do atleta, se ele teve problemas pessoais naquela semana, com certeza seu desempenho será afetado. O desempenho de cada um de nós, na vida, depende do nosso estado mental. A forma como a pessoa se sente, se está motivada, se está desanimada e se recebe calor humano tem uma influência enorme nos resultados da vida. Se consegue passar no concurso, se constrói um relacionamento amoroso bacana, se consegue um desempenho legal no trabalho é porque antes conseguiu estar psicologicamente equilibrada e, para este equilíbrio ser completo é necessário a troca carinhosa com pessoas que você admira e quer bem. Carência emocionalTem gente que vai pra festa e se diverte e, outros passam a mesma festa de mau humor. Tem gente que vai segunda feira de manhã para trabalho no melhor animo e outros vão arrastados. Por quê alguns vivem carentes, parece que nada o completa? Porque as necessidades psicológicas de uns estão sendo satisfeitas e de outros não. O é necessidade psicológica?A definição da palavra necessidade é: “ qualquer condição que seja essencial á vida de forma que a satisfação dessa necessidade produza bem estar, e a não realização causa danos”. Portanto satisfazer suas necessidades psicológicas é obrigatório para manter a saúde mental. Quais são as necessidades psicológicas? São basicamente três: Autonomia - Todo mundo precisa sentir que pode decidir o rumo da sua vida Competência - Se refere à percepção de ter capacidade para realizar coisas. Relacionamentos - O ser humano não nasceu pra viver só, o ser humano foi feito pra viver com outras pessoas. Satisfazendo estas três áreas você está apto a uma vida plena. Quando você tem essas necessidades psicológicas satisfeitas passa a ter disposição e envolvimento com a vida. Percebe que quando você está em depressão ou com sintomas de ansiedade, você não tem uma real sensação de envolvimento com a vida? Com depressão você acha que nada bom poderá acontecer, com ansiedade você sente medo, apreensão sente que na vida só lhe oferecerá coisas ruins. Autonomia Diante de uma situação de decisão queremos ter opções. Ninguém quer casar com o primeiro que apareceu, quer conhecer pessoas. Ninguém quer trabalhar naquilo que foi imposto, quer saber qual a sua vocação. É natural do ser humano, todo mundo nasce com a necessidade de autonomia, de decidir o que fazer, quando fazer, como fazer e quando parar de fazer. Quando alguém abre mão da autonomia é porque não está bem psicologicamente, algo não está funcionando de forma saudável, esta pessoa está se sentindo coagida, está em sofrimento psicológico. A pessoa dependente, que precisa que os outros lhe digam o que fazer, nunca será realmente feliz. Com a necessidade de autonomia satisfeita você pode se sentir motivado, sentir curiosidade pela vida, ter o desejo de superar desafios e perceber que desafios são muito interessantes. Competência Todo mundo precisa se sentir competente, pois é a necessidade de competência que te motiva a buscar coisas boas, é o que te motiva a se esforçar, a dominar os seus desafios. Desafios fazem parte da vida, ainda bem, senão seria tudo muito chato. O problema aparece quando você não se sente capaz de enfrentar os desafios da sua vida, é quando você não se sente competente pra vida. Isso é péssimo porque sua necessidade psicológica de competência não está sendo satisfeita. Ter problemas, dificuldades na vida, não é a pior parte, pois problemas todos nós temos, a pior parte é você não se sentir capaz de superar estes problemas. A referencia que as pessoas precisam ter para se perceberem como competentes é a seguinte: Quando você mesmo analisa o resultado do seu esforço ou quando os outros te dão essa o feedback, alguém lhe diz que aquele seu projeto está bem feito. Comparações são fontes de referências. Você tanto pode se comparar com você mesmo, como pode se comparar com os outros. Ao se comparar com você mesmo você percebe que hoje você está melhor, ou pior, do que já foi no passado. Mas ao se comparar com os outros você acaba com grandes chances de se ver como perdedor, ou com culpas por precisar que o outro esteja em pior situação que você para que você se sinta bem. Então para você potencializar sua percepção de competência o ideal é que você mesmo verifique o resultado do seu esforço. Não deixe para que os outros lhe avaliem. Se compare sempre com você mesmo, analise o seu crescimento, veja o quanto hoje você está melhor que ontem, nunca se compare com os outros. Relacionamentos A última necessidade é a de relacionamentos. Ninguém nasce para viver sozinho. Todo mundo precisa de amigos, de relações calorosas e afetuosas, de relacionamentos amorosos, de uma família que apóia. É natural do ser humano o desejo de estar emocionalmente conectado e, quando essa necessidade não é satisfeita vem o sofrimento psicológico. Para superar a dificuldade em relacionamentos eu aplico um protocolo clínico que se chama “ Treino em Habilidades sociais”. Muitas pessoas perderam ou nunca tiveram habilidade para ter relacionamentos interessantes. Muitos só conseguem ter o que a gente chama de “relacionamento de troca”, que é o relacionamento que se tem com os “conhecidos”. Com os amigos de verdade o relacionamento é de comunhão e não de troca. Na comunhão você sente que o outro realmente se importa com você, se interessa pelo seu bem estar. Nas relações de troca há o “Bom dia” formal, frio, sem interesse sincero pelo bem estar do outro. Este é o relacionamento que temos com o balconista da padaria, com quem você troca dinheiro por produto mas, não se envolve com a pessoa. Apreciar a vida É importante você estar no trabalho e sentir-se realmente envolvido com o que está fazendo. Trabalhar com gosto, estudar alguma coisa e realmente se sentir envolvido por aquele assunto. Estar com pessoas e se sentir bem com elas. Se sentir participante da vida.Para isso é necessário que você esteja em equilíbrio no que se refere tanto a motivação intrínseca como a motivação extrínseca. Vou dar um exemplo: Uma pessoa tocando piano. O que a levou a estudar piano foi a oportunidade de satisfazer suas necessidades psicológicas. A pessoa se sente autônoma quando foi sua escolha estudar piano. Ela se sente competente cada vez que aprende uma musica pois vence um desafio e, quando ela toca o piano para outras pessoas ela está se relacionando com estas as pessoas Essas são as motivações intrínsecas, é o que vem de dentro pra fora.As motivações extrínsecas que são as que vem de fora, por exemplo, tocar piano pode ser uma oportunidade de ganhar dinheiro, ganhar prêmios em concursos, pode impressionar outras pessoas. Esses são os motivadores externos e são tão importantes quanto os internos. Necessidades sociais Diferente das que eu falei até agora pois não nascem com a pessoa, são necessidades adquiridas. São as necessidades de realização, de poder, de dinheiro, de carro novo. Isso é aprendido, não nasce com você. Com o passar do tempo conforme as experiências pelas quais você passa você vai adquirindo preferências, prefere ser médico ao invés de advogado, prefere algo que o desafie mais ou menos, prefere situações onde vai ter muita visibilidade ou pouca. São as suas escolhas que surgem por meio da sua experiência de vida. O que é necessidade?A definição de necessidade é: Qualquer condição que seja essencial á vida de forma que a satisfação dessa necessidade produza bem estar e, a não realização da necessidade cause danos a pessoa .Toda necessidade psicológica tem que ser satisfeita, pois a não satisfação provoca deficiências psicológicas.As necessidades sociais mais importantes são as necessidades de realização, afiliação e poder. Necessidade de realização Quem tem alta necessidade de realização provavelmente teve pais muito rígidos, exigentes, com horário pra tudo. São pessoas que crescem com padrões muito elevados, crescem sentindo que precisam ser perfeitas e passam a ter grande necessidade de realização.Para satisfazer sua necessidade de realização é preciso desenvolver em um estilo mais otimista, ter expectativas elevadas de sucesso. Não adianta querer ter sucesso se você não considera legais e interessantes as pessoas que conseguiram este sucesso.Não adianta apenas ser capaz, você tem que reconhecer essa capacidade em você, caso contrário ela fica guardadinha sem ser usada.Para você se sentir realizado é preciso que você assuma tarefas moderadamente difíceis. Não podem ser fáceis demais, senão desanima, mas também não podem ser difíceis demais, senão você desiste. Por “tarefa” entenda qualquer conquista que você queira, um trabalho, um relacionamento, um curso, etc.É bem interessante que haja algum senso de competição, nem que seja uma competição contigo mesmo. Empreendedorismo Pesquisas perceberam que todas as pessoas empreendedoras tem alta necessidade de realização. Metas São importantíssimas. Uma das primeiras coisas que eu faço na clinica quando recebo um paciente novo é estabelecer com ele as metas terapêuticas pois, só podemos chegar em algum lugar quando se sabe para onde se está indo. Você só se interessa por padrões de excelência quando se sente impelido pra isso e, as metas te impelem para ser cada melhor. Existem dois tipos de metas as positivas e as negativas.Nas metas positivas o objetivo é o auto aperfeiçoamento e não competir com os outros. As metas positivas são metas de aproximação ou seja, a pessoa busca se aproximar das coisa que são boas, e não fugir das ruins. Por exemplo, um aluno vai fazer uma prova com uma meta positiva pretende voltar para casa com um boletim de notas altas. Um aluno com metas negativas vai pra prova pra fugir de notas baixas.Nas metas negativas o objetivo é fugir dos maus resultados.Uma coisa é você se dedicar a uma tarefa a fim de ter bons resultados, outra é fugir dos resultados negativos. A tarefa é a mesma mas, com a meta positiva a disposição, o animo é muito melhor. A fuga é sempre terrível. Fugir de algo, evitar algo é sempre mais difícil do que buscar algo. Quem faz regime sabe que deixar de comer é muito difícil quando o enfoque muda para ganhar um belo corpo. A coisa muda totalmente, por isso saber estabelecer a meta certa faz toda a diferença para atingir os objetivos. Necessidade de afiliação As pessoas que foram criadas com muitos elogios sentem como é importante que gostem dela e, passam a ter a necessidade de afiliação mais desenvolvida. Necessidade de poder As pessoas com pais mais permissivos têm a oportunidade de conquistar coisas e desenvolvem uma necessidade de poder mais intensa. Capacidade de controle Imagine como são problemáticas as relações sociais quando você percebe que o outro não está nem aí com você, que ele não te respeita. Imagine o sofrimento de quando você prevê que aquele trabalho que você está fazendo não vai será satisfatório, imagine se sentar na frente de um volante de carro quando você não se sente capaz de dirigir este carro. Ou seja, a gente se sente bem em situações que consegue prever resultados legais. As pessoas só conseguem ser felizes quando se percebem com condições de influenciar o mundo a sua volta, quando tem condições de aumentar a probabilidade de melhorar os resultados .Quando a pessoa pensa que “Tal tarefa é difícil mas, eu tenho condições de superar ” dá um animo danado pra enfrentar a tal tarefa mas, quando ela pensa “A tarefa é difícil e não tem o que eu possa fazer pra superar isso” entra o desanimo, a depressão, a apatia e o tédio.Ou seja, é a capacidade de controle pessoal que mantém a pessoa saudável psicologicamente é quando ela percebe que tem o que é preciso para influir no ambiente e que este ambiente vai responder favoravelmente. Auto eficácia O primeiro grande ponto para suprir as necessidades internas é o desenvolvimento do senso de auto-eficácia.A uto eficácia é a percepção de possuir capacidade em usar suas habilidades para enfrentar as dificuldades. Auto eficácia é o julgamento que a pessoa faz de si mesmo quanto a ser capaz de enfrentar os momentos difíceis.Exemplo de falta de sendo de auto-eficácia: Uma pessoa que não pode nem pensar que um dia perderá o emprego, que um dia perderá a mãe, pois apenas pensar sobre isso já a desestrutura. Ela não se percebe com habilidades, nem condições de superação.O oposto de eficácia é a duvida. Será que posso? Será sou competente? A dúvida gera ansiedade, inquietação e confusão.As dificuldades os reveses nem sempre produzem um mau resultado, como também a sua habilidade pode não produzir um sucesso. O que determina o sucesso é sempre o senso de auto eficácia . As coisas por si só não são boas nem ruins, as coisas são o que sua percepção interpreta. Observe as pessoas com que você convive, as que são bem sucedidas em relacionamentos ou negócios são necessariamente as melhores? Não, o sucesso pessoal, não necessariamente, é resultado das capacidades reais, mas é resultado do quanto esta pessoa se percebe capaz. Observe como há muitas pessoas sem sucesso algum na vida mas, são muito bem preparadas tecnicamente, possuem curso superior, tem todo um potencial que não é percebido, e por isso não engrena na vida? Não acreditam nelas mesmas. Não tem senso de auto eficácia. Esperança Quanto maior a esperança em executar bem uma ação, maior é sua vontade, maior será seu esforço e persistência. Quando as pessoas não esperam ter condições de realizar bem uma tarefa, faltará também a vontade de participar da atividade.As pessoas evitam entrar em situações que acham que não se sairão bem. Isso é comportamento de auto-proteção, que no fundo não protege muito, na realidade limita a vida desta pessoa pois, quanto mais ela evita uma situação mais ela foge e, só retarda o seu próprio desenvolvimento. Quanto mais evitar situações de desafio, mais arraigada vai ficando essa dúvida que ela tem dela mesma no que se refere a ser capaz. E como ela não se dá chance de testar esta capacidade menos esta pessoa irá acreditar em si mesmo.A duvida que você carrega sobre si mesmo faz você se focar só em suas deficiências. Você acabará vendo o obstáculo maior do que é., e este será o primeiro passo para a ansiedade e depressão. As duvidas fazem as pessoas se conformarem prematuramente com soluções medíocres. Quando a pessoa não se acredita em si mesmo acaba aceitando qualquer resultado. É como se não merecesse mais da vida .Mas é possível adquirir melhores crenças de auto eficácia com o que se chama de “dotação de poder pessoal”, como por exemplo superar os medos, os comportamentos de evitação, de fuga, ter mais esforço, ser mais persistente e pensar com mais clareza.Aperfeiçoar as expectativas de auto eficácia é melhorar seu alicerce cognitivo motivacional.Falo da importância de nossas crenças pessoais, são elas que dirigem a nossa vida pois você é o que você acredita. Quando você tem crenças pessoais de controle fortes, você percebe bons resultados nas coisas que faz. Quando as crenças de controle são fracas a pessoa só consegue resultados ruins e, passa a não insistir, e quanto menos tenta menos consegue, vira um circulo vicioso. Vamos quebrar esse circulo vicioso, o lado bom em saber como a nossa mente funciona é descobrir que há para fazer no sentido de viver melhor, mais leve e equilibrado.

Essência Floral Alcachofra do Sistema Saint Germain

O Sistema Floral de Saint Germain foi criado por Neide Margonari é excelente! Alcachofra (Cynara scolymus) É uma essência floral que efetua grandes transformações na consciência. Um dos aspectos que trabalha, diz respeito ao sentimento de vergonha de um modo geral e do medo que surge nas situações em que a pessoa só pode contar consigo própria, sente-se insegura, apreensiva e medrosa. Floral útil aos que sente necessidade de desenvolver trabalho espiritual elevado e tem vergonha de expor sua própria luz e seu conhecimento a grupos ou às pessoas em geral. A energia deste floral pela expansão da consciência em partes desenergizadas na região do cérebro e do terceiro olho. Floral que nos doa força para percebemos as posturas arraigadas que nos prendem ao passado. Permite que se abra para o novo. Alcachofra é um floral muito útil às pessoas que desejam se atualizar, traz abertura e receptividade.

Andropausa e terapia floral

Ambas questões Andropausa e Menopausa, fazem parte do processo natural de envelhecimento e precisam ser encaradas com naturalidade,com positividade, estilo de vida saudável preferencialmente com pensamentos e emoções equilibradas. É no aspecto emocional, mental que impactam sobre o físico de cada que a Terapia Floral pode ajudar. Menopausa é a fase onde a fisiologia da mulher passa pelo processo natural onde os ovários diminuem a produção do nível do estrogênio alterando gradualmente os ciclos menstruais até cessar a capacidade reprodutiva por completo acarretando sintomas circulatórios e emocionais, como ondas de calor, suor noturno, cefaléia,cansaço,alteração no humor, depressão,insônia, irritabilidade,falta de concentração, secura vaginal etc. Geralmente acontece por volta dos 50 anos.Alguns casos é prematura devido a doenças auto-imunes, problemas de tireóide, procedimento cirúrgico como histerectomia, algum tipo de câncer, diabete mellitus.Neste período a predisposição a desenvolver osteoporose é maior. Andropausa é o climatério no homem, onde o hormônio testosterona costuma diminuir, de forma discreta, quando os homens ultrapassam os 50 anos. Isso é fisiológico e natural e pode apresentar problemas, portanto, a andropausa seria o resultado das disfunções sexuais e problemas físicos provocados pela diminuição do nível de testosterona que atinge homens com mais de 50 anos. A andropausa, foi descrita pela primeira vez em 1939, inúmeros trabalhos científicos confirmaram estas descobertas e identificaram uma redução da perfusão sanguínea nos testículos, com redução significativa da síntese de testosterona. É a versão masculina da menopausa na mulher e,neste período do envelhecimento, o homem é marcado por mudanças fisiológicas e psicológicas. No homem os sintomas se instalam lenta e progressivamente, diferentemente da menopausa na mulher. Tais sintomas podem ser:sintomas como perda de interesse sexual,problema de ereção, falta de concentração, queda de pêlos, aumento de peso, irritabilidade e insônia, medo de enfrentar desafios, seja na vida particular ou profissional. A Terapia Floral pode ajudar em ambos os casos. A pessoa tratada precisa de fazer a anamnese para isto através do diálogo sincero sobre sua vida, como se sente, descrição de sintomas desenvolvidos para que este instrumento terapêutico possa ajudar no atributo prevenção de doenças e qualidade de vida. Abaixo descrevo algumas essências florais (sinteticamente) do Sistema Floral da Califórnia que podem ajudar de alguma forma neste tema: Aloe vera - indicado para a sensação de cansaço e exaustão. Alpine lily - - indicado para a mulher que resiste as mudanças corporais durante a menopausa, harmoniza o corpo com a alma. Black Cohosh - para a tensão na região pélvica e orgãos reprodutores, acompanhado de raiva,fúria. Black Eyed Susan - para a negação dos sintomas trabalha a sombra de cada um. Borage - para o pesar profundo devido ao processo biológico. Buttercup - para a sensação de perda de valor, baixa-auto-estima. Canyon Dudleya - para a tendência a histeria, exagero emocional. Equinácea - para a sensação de sobrecarga física, imunologia perturbada. Promove a reintegração do eu. Fuchsia - para as reações emocionais e sintomas físicos, como dores de cabeça. Melhora a percepção do corpo. Lavender - para os nervos desgastados, insônia, acalma. Mariposa Liy - para dar a sensação de plenitude, aconchego. Pink Yarrow - para a hipersensibilidade. Pretty Face - para o sentimento de feiúra por causa do conceito de beleza atrelado a juventude. Auto-estima. Rosemary - equilibra a temperatura corporal, a ancorar no agora. Sage - para encarnar a própria sabedoria no arquétipo do Persona Sábia. Sagebrush - para a sensação de vazio devido ao processo de envelhecimento biológico. Scarlet Monkeyflowere - para as emoções intensas, raiva que produze no físico várias somatizações. Self Heal - para a auto-cura, assumir responsabilidade pelo próprio bem-estar. Sticky Monkeyflower - para estabelecer novos padrões de intimidade om o parceiro. Zinnia - para enxergar esta nova fase com alegria. Procurem aproveitar o máximo a vida. Temos que enxergar esta nova fase de forma positiva e tranquila!

Terapia floral e a terceira idade

No processo de envelhecimento a pessoa é exposta a uma série de condicionantes sociais, perdas e bagagem emocional pelas experiências de vida. O idoso tenta se adaptar as diversas situações que a vida apresenta. Muitas vezes adota a persona conformista outras vezes revoltada outras depressiva outras tenta fugir da realidade. Na evolução do envelhecimento a pessoa transita entre as dificuldades existenciais, emocionais, adaptação a aposentadoria, as alterações físicas, andropausa, menopausa. Num mundo que valoriza a aparência física,a jovialidade, e não valoriza a contribuição da experiência. Em muitas situações e circunstâncias as essências florais podem auxiliar a pessoa idosa. No medo do envelhecimento, na sexualidade, na auto-estima, aceitação a transformações físicas, flexibilidade, nas situações de perda de pessoa querida, nas preocupações em geral, na irritação e impaciência, no stress, na depressão, na tensão muscular, no fortalecimeto do eu, no acolhimento,no sentimento de solidão, na mágoa, ressentimento. Vamos então sugerir algumas essências florais: Aceitação: Mallow (Cal), Rock Water (Bach) Medo de Envelhecer: Chrysanthemum, Sage (Cal), Mimulus (Bach) Sexualidade: Alpine Lily, Easter Lily, Basil, Pink Monkeyflower(Cal) Perdas: Bleeding Heart (Cal), Star of Bethlehem (Bach) Depressão: Borage, Scoth Broom (Cal), Gentian e Mustard (Bach) Auto-estima: Buttercup, Echinacea (Cal), Larch(Bach) Preocupação: Filaree (Cal), White Chestnut (Bach) Solidão; Forget-me-not, Violet(Cal), Water Violet (Bach) Tensão Muscular: Lavander,Dandelion(Cal), Elm (Bach). Acolhimento: Mariposa Lily, Evening Primrose (Cal), Star of Bethlehem (Bach). Stress: Aloe Vera, Chamomile, Chaparral (Cal), Rescue Remedy, Star of Bethlehem, Oak, Elm, Vervain Bach) * Cal Sistema Floral da Califórnia da Flower Essence Society * Bach Sistema Floral de Bach E muito mais, temos essencias florais de vários sistemas excelentes como o Sistema Minas e Saint Germain. E assim por diante...Cuide-se usando a natureza a seu favor de forma natural usando a Terapia Floral! Não esqueça que este artigo é apenas elucidativo e informativo procure um profissional qualificado nesta terapia e consulte ele vai analisar seu caso e você como um todo, e fazer a melhor prescrição! por Rosangela Vecchi Bittar

Tratamento em terapia floral para crianças

"Os remédios florais ou essências florais podem ser ministrados as crianças pequenas e bebês com bastante sucesso. Muitos indagam porque acreditam ser difícil prescrevê-los tendo em vista que nem sempre conseguem exprimir seus sentimentos. No entanto, devemos considerar a natureza da criança como um todo e seu núcleo familiar. A natureza da personalidade da criança é muitas vezes visível por meio da observação do seu comportamento que exprime suas emoções básicas. Devemos considerar a forma da criança brinca, seu comportamento durante um jogo, seu comportamento nas inter-relações com outras crianças, suas expressões, gostos, etc. Nas crianças pequenas, por exemplo: •Maria pega uma virose e fica irritadiço. •Ana pega uma virose e fica sonolenta e tranqüila. •João se ficar doente quer que o deixe sozinho. •Pedro na mesma situação fica medroso e nervoso. Cada um demonstra um comportamento decorrente a própria personalidade. Assim a título ilustrativo do Sistema Bach. •Um criança muito ativa que está sempre ocupada, que nunca se aquieta, poderíamos prescrever Impatiens e/ou ou Vervain para aquelas que entusiasmadas não se permitem relaxar e descansar. •Uma criança gentil e atenciosa, que sempre segue o que lhe falam e é facilmente controlada indicaria Centaury e/ou Mimulus( se fosse muito envergonhada, tímida, medrosa). •Uma criança mandona, autoritária, sem limites, indicaria Vine. •Uma criança que dorme muito, distraída, dispersiva indicaria o Clematis. •Para o mau humor, que chora muito, tem ciúmes do irmão Holly ou Willow nos casos que a criança se coloca na posição de vítima ou ressentida achando-se preterida de alguma forma ou injustiçada. •A criança que não desgruda da mãe, chorona, carente, apegada ou que fica chateada pela mãe ter que sair para trabalhar indicaria Chicory. •Para aquela que quer ser o centro das atenções a todo custo gritando, fazendo pirraça Heather. •Para aquela que expressa sentimento de culpa por exemplo sofrer abuso sexual Pine. •Para traumas Star of Bethlehem que trata, consola, apazigua. Nos bebês, por exemplo do Sistema Bach, Sistema de Saint Germain – SGM ou Minas. •Um bebê que chora e pede carinho, que é difícil colocar no berço porque não querem ser deixados só exigindo atenção necessitariam Chicory Bach ou Sorgo ou Unitatum SGM ou Chicorium de Minas. •Se mostram irritadiços e intolerantes Impatiens Bach ou Patiens de SGM ou Impatiens Minas. •Para proteção Walnut Bach ou S.Miguel de SGM ou Millefolium Minas. •Para ansiedade Star of Bethlehem Bach ou Lírio da Paz de SGM ou Ornithogalum Minas. •Para aquele que chora descontroladamente Cherry Plum Bach ou Coronarium de SGM ou Psidium Minas. •Para problema com assaduras e brotoeja em versão creme ou gel Crab Apple + Rescue Remedy ou, por exemplo, do Sistema Saint Germain: Flor Branca + Arnica Silveste ou Bouquet de 9 flores que já contém arnica campestre de Minas. As fases de crescimento e desenvolvimento tem na essência floral Walnut Bach, apoio como por exemplo: problemas de dentição, aprender a andar, ir a escola, puberdade, adolescência., mudança de endereço, falecimento de um avô, avó, etc. (Walnut + Star of Bethlehem ou Rescue Remedy), para aquele que presencia um assalto ou acidente Star of Bethlehem, etc. Ao crescermos acumulamos experiências, vivências e crenças que se fundem a natureza individual e ao caráter de cada um na idade adulta. O adulto de hoje foi um dia uma criança. Guardará as marcas da infância na vida adulta. Nos Sistema da Califórnia e Bach temos essências excelentes para tratar crianças e adolescentes. Como também nos Sistemas brasileiros Saint Germain, Minas, Filhas de Gaia e outros. Tudo depende do conhecimento e experiência do terapeuta para que melhor aplique a criança em qualquer idade, até mesmo quando no ventre materno com o uso das essências florais através da ingestão da mãe beneficiando a ambos. Quanto à posologia do vidro de uso de 30 ml âmbar com conta gotas manipulado nas farmácias que trabalham com as essências florais. Recomendo que faça em glicerina que fica docinho. A solução de uso tão somente com água tem sua durabilidade reduzida para 10 dias. Se fizermos em vinagre de maçã fica inconvenientemente azedo. A outra opção é o destilado de uvas que embora possa ser manipulado numa proporção mínima de 5% ainda constituí álcool. Quanto a quantidade de gotas para bebês 2 gotas: 4 vezes ao dia . Que pode ser adicionado o suco, água, chá, comida, banho diário, pingar nos pulsos, moleira,etc. ou colocado diretamente na boca da criança com o conta gotas ou colherinha. Que poderão ser ingeridas: ao acordar, na hora do almoço, à tarde, à noite antes de deitar. Se o bebê ainda mama certamente se beneficiará das essências florais tomadas pela mãe (só que tais benefícios serão passados não de imediato, já que o leite precisa de tempo para ser processado pelo corpo materno). Bem este artigo, não tem a presunção de esgotar o tema apenas vislumbra na Terapia com Essências Florais mais uma ferramenta importante que pode auxiliar nossas crianças em seu processo de desenvolvimento de forma saudável."

As Essências Florais da Califórnia e s Problemas de Pele

A pele é o órgão mais extenso do corpo humano que cumpre várias funções de proteção, separação como limite, eliminação (suor), regula temperatura, contato (através do toque), sexualidade, respiração. A pele é uma fronteira que nos conecta com o mundo exterior. Reflete nossos órgãos internos e qualquer distúrbio ou estímulo implica em manifestação na epiderme. Na reflexologia podal onde o terapeuta corporal toca a sola dos pés estimula os órgãos internos correspondentes ao local massageado. O mapa de nosso corpo encontra-se na sola dos pés, nas palmas das mãos e nas orelhas e são revestidos pela pele. O médico clínico apalpa o abdômen para verificar os órgãos internos. A pele pode apresentar vermelhidão, inchaço, inflamação, espinha, abscesso, apresenta uma série de reações e doenças. Portanto, afecções da pele refletem também nosso emocional, geralmente somatizamos. A pele revela muito do psiquismo do indivíduo. Uma pele suada demonstra insegurança, medo, excitação. Pode ser ferida por doenças que parte do interior do organismo ou atingida pelo exterior como no caso dos acidentes e cirurgias. Em ambos os casos ficam comprometidos os limites. Também através da pele expressamos nossa raiva pelo rubor, recebemos carinho (do bebê a pessoa idosa), afeto, amor, nos relacionamos, procriamos, sentimos. A pele permeia o viver. Assim, a Terapia com Essências Florais com suas essências pode auxiliar a como tratamento coadjuvante para aqueles indivíduos que apresentam problemas na pele. Aqui descreveremos as essências florais da Califórnia (FES) mais indicadas apresentadas de forma sintética. Mas não esqueçam que estes são auxiliares para o tratamento, no entanto, devemos buscar a origem emocional do problema somatizado através da história de cada um na anamnese. Angélica – (Angélica archangelica) cor branca. Esta essência é basicamente de proteção e alinhamento, indicada para situações limite, doenças graves, cirurgias de alto risco.Rejuvenesce e regenera tecidos deteriorados. Arnica – (Arnica mollis) cor amarela. É uma essência indicada para traumas alojados no corpo físico e no corpo emocional. Reconforta, regenera,revitaliza, repara danos. Os traumas podem se manifestar como doenças psicossomáticas, geralmente geram bloqueios emocionais e energéticos. Pode ser colocada localmente em feridas, assim proporcionando sua cicatrização, também indicada para fraturas, entorses, cirurgias. Black-Eyed Susan (Rudbeckia hirta) – cor amarela com centro preto essência. É uma essência que precisa ser usada com cuidado porque é catártica mexe com as sombras internas integra a consciência as partes obscuras do psiquismo. Indicada para pacientes auto-destrutivos. Usada localmente ajuda a drenar furúnculos, inflamações e toxinas do corpo e impurezas do psiquismo. Chamomile – (anthemis cotula ou matricaria recutita) cor branca com centro amarelo. É uma essência que atua nas flutuações emocionais regula o sistema nervoso, equilibra o corpo mental e emocional, atua principalmente na tensão na região do plexo solar (abdômen), relaxa. Em uso local, é adstringente, desinflama, alivia irritações da pele, nos casos de acne rosácea tira o calor, é sedativa. Calendula (Calendula officinalis) cor alaranjada. É uma essência que confere receptividade, cordialidade a comunicação, concede tolerância. Em creme é boa nos casos de acne rosácea, desinflama, alivia eczemas, fistulas irritação no bico do seio em período de lactação, para queimaduras, úlcera varicosa, cicatriza afecções na boca e gengiva. Fúcsia (Fuchsia hybrida) cor vermelha, púrpura. É uma essência floral que alivia emocionalmente através da catarse e pela descarga que produz com a expressão das sensações mais profundas da alma trabalha a compreensão, aceitação e eliminação das causas da “dor”. É mobilizador, portanto, cuidado o seu uso. Auxilia nos casos de doenças de pele psoríase, eczemas e pruridos. Garlic (Allium sativum) cor rosácea violácea. É uma essência que alivia tensões concentradas no plexo solar, combate as fobias, é purificadora, estimulante, favorece a imunidade. O uso local alivia picadas de inseto. Lavander (Lavandula officinalis) cor azul violácea. É uma essência floral que tranqüiliza, combate a insônia, alivia a contração da musculatura dos ombros, relaxa, harmoniza. Associada a Chamomile age como sedativo nos casos de eczema e acne rosácea, também boa nos casos de queimaduras do sol e inflamações em geral. Lótus (Nelumbo nucifera) cor rosada. É uma essência que atua em várias instâncias, purifica, equilibra, relaxa, harmoniza inclusive o espiritual. No caso de uso local, favorece a regeneração de tecidos danificados. Manzanita (Arctostaphylos viscida) cor branco-rosada. Assemelha-se a essência Crab Apple do Sistema Bach, purifica, vai auxiliar os processos de limpeza e cicatrização inclusive em cirurgias. Poison Oak (Rhus diversiloba) cor branca esverdeada. Para aqueles que não toleram aproximação nem o toque de outros, se irrita, afasta o mundo de si. Geralmente sente coceira e erupções. Vai auxiliar a abrir-se e a delinear seus limites emocionais com suavidade. Na verdade são pessoas muito sensíveis. Em creme é indicado para prurido. Saint John Wort (Hypericum perforatum) cor amarela. É uma essência que atua beneficamente nas perturbações do sono, enurese, transpiração noturna, medos em geral; confere proteção. Casos de stress, dores nervosas, fotossensibilidade, pessoas que se incomodam com roupa. Recomendam-se para queimaduras, feridas, úlceras e chagas em uso tópico. Self Heal (Prunella vulgaris) cor violeta. É uma essência que confere segurança e o despertar da cura interior, reequilibra a temperatura do corpo. Em creme regenera a pele. Por Rosângela Bittar

Flores comestíveis

As flores comestíveis podem ser usadas na culinária em saladas, infusões, conservas, mousses, cremes e geléias. Dá um toque exótico as limonadas e sucos. As pétalas de rosas rica em vitaminas, tenras, adocicadas e algumas perfumadas são usadas para fazer licor, geléia, água aromática como a água de rosas. A capuchinha ou flor do nastúrcio é decorativa, com sabor picante (seu sabor lembra o agrião). Rica em vitamina C, combina com saladas. Planta nativa do Peru foi introduzida na Europa no final do século XVI. A calêndula originária da Europa e Ásia, na Idade Média era cultivada em hortas, desidratada e utilizada como corante em caldos, queijos amarelos, manteiga e bolos. Suas pétalas são utilizadas frescas em saladas, crepes, arroz e substituição ao açafrão. O amor-perfeito utilizado para aromatizar vinagres ou em saladas e sobremesas tem propriedades diuréticas. A flor do borago originária do Norte da África é reconhecida pelas propriedades benéficas para o corpo e mente, deve ser consumida fresca, pois, seca perde suas propriedades terapêuticas; podendo ser usada em saladas, ser incorporada ao vinagre, em bolos e outras sobremesas. A flor da abóbora pode ser recheada ou integrar risotos e saladas. É uma flor que beneficia os problemas das glândulas sexuais e hemorragias. A flor do Helianthus annuus, o girassol, cultivado pelos indígenas do México há mais de 3000 anos, seus botões podem ser cozidos e servidos como aspargos e as flores frescas servidas em saladas. O Crocus sativus, o legítimo açafrão, caríssimo, é usado há séculos como tempero de risotos, carnes etc. As flores do Anethum graveolens, endro ou aneto são usadas em picles. As flores nos dão as essências florais, os medicamentos fitoterápicos, os alimentos, enfeitam nossas casas, perfumam nosso corpo e o ambiente, são mensageiras de “boas-vindas”, “obrigado”, “parabéns”, “te amo”, “saudades”, “até breve” e “adeus”. São sempre belas e trazem a energia da positividade que alenta nossas vidas! Por Rosangela Vecchi Bittar

Transtorno alimentar e terapia floral

Os transtornos alimentares conhecidos são: bulimia, anorexia e transtorno de compulsão alimentar periódica do qual falaremos hoje. A compulsão alimentar enquanto comportamento alimentar observado em obesos foi descrito pela primeira vez em 1959 por Stunkard, entendendo aqui como ingestão de enormes quantidades de comida e um curto espaço de tempo seguida da sensação de desconforto físico e de autocondenação. Na década de 70 começou a pensar na compulsão alimentar como síndrome associando os comportamentos compensatórios. Em 77 passa a ser considerada: ingestão rápida, impulsiva, episódica, descontrolada de grandes quantidades de alimentos que só finda quando há o desconforto físico tal como: dor abdominal podendo ocorrer ou não vômitos induzidos e, emocionalmente culpa, desprezo por si ou remorso. Entendemos que o ato de ingerir os alimentos rapidamente e descontroladamente requer uma avaliação do caso. O fato de ingerir da forma descrita sem fome, indica necessidade de nutrição emocional denota necessidade de carinho e afeto, carência afetiva. A origem pode estar na tenra infância considerando aqui inclusive o pré-natal onde podemos ressaltar gestações indesejadas. Geralmente, tal pessoa que tenha comportamento compulsivo, a nível emocional, apresenta: depressão, baixa auto-estima, angústia, ansiedade, tristeza, culpa, raiva, carência. O alimento é a compensação para o que está faltando interiormente, a sensação de vazio a ser preenchido procura-se fora o que deveria existir dentro de si. Para auxiliar em tal situação de desequilíbrio das emoções, carência e descontrole, temos na Terapia com Essências Florais o apoio necessário para se conseguir sair da compulsão para a normalidade e assim se chegar ao peso adequado a sua estrutura física, desejo pessoal, altura e idade. Sempre devemos pensar no que nos leva ou levou a ter tal comportamento com relação à comida? Na linha do tempo quando isto começou? O que faz ter este comportamento de compulsão? Que tipos de pensamento desencadeiam tal atitude? Que sentimentos, quando despertados faz com que sinta a necessidade de comer compulsivamente? Este comportamento foi desencadeado em reação a algum acontecimento em sua vida, com relação a seu relacionamento com alguém? Sente-se amado? Tem vergonha? Pense, reflita, sem escapismos e escolha as essências que cabem no seu caso e/ou procure um profissional para fazer sua escuta e fazer a indicação mais adequada, geralmente somos incapazes de nos cuidar em momentos de crise, precisamos ser cuidados, amparados, quem não precisa de um colo? Autora: Rosângela Vecchi Bittar

Crise - Quando chega a tempestade...

De quando em quando verdadeiras tempestades desabam sobre a face da Terra, devastando tudo que encontram pela frente. Assim também ocorre com nossas vidas e, de repente, somos pegos por tempestades, às vezes sem percebermos os sinais dos tempos ou, ao sentirmos sua proximidade, nos preparamos melhor para o temporal e a enxurrada que segue. Mas, quase sempre, o efeito é devastador. A tempestade pode vir em forma de uma perda de um ente querido, de um emprego, de um amor. Pode vir em forma de doença ou de um acidente. Mas também pode ser uma seqüência de acontecimentos avassaladores, típicos em um relacionamento afetivo tumultuado por brigas e desentendimentos, desencontros e traições. Ou ainda, quando a violência alcança nossas vidas com torturas, assaltos, seqüestros, assassinatos ou estupros; ao vermos um filho ou um amor envolvido com drogas... ou até mesmo, quando somos surpreendidos por catástrofes naturais. E na hora da tormenta, quando parece que os céus estão desabando sobre nossas cabeças, podemos e devemos usar das preces que acalmam e confortam, trazendo lucidez e serenidade em meio ao temporal e também podemos lançar mão de essências florais que nos sustentem emocionalmente durante essas fases de transformação. Existem algumas dezenas de essências florais criadas em diferentes lugares do mundo e que podem ajudar muito nessas horas; entre essas tantas selecionei algumas que sempre oferecem conforto e amparo, e que podem ser usadas em conjunto ou em separado, dependendo da necessidade pessoal. Rescue Remedy - fórmula de essências florais para emergência do Dr. Bach: o Dr. Bach criou essa preciosa fórmula de florais de consolo e conforto espiritual e emocional, mas que também traz presença de espírito, força e coragem de enfrentar o desafio, além de garra para sobreviver. Essências florais que a compõem: Cherry Plum, Clematis, Impatiens, Rock Rose, Star of Bethlehem. Sweet Chestnut – essência floral do Dr. Bach - esta essência floral traz fé, confiança e coragem, principalmente quando sentimos que podemos estar a um passo do aniquilamento; vivenciando a noite escura da alma; quando chegamos ao fundo do poço, ou nos sentimos sem saída. É uma essência floral para a transcendência, quando precisamos renascer, através da entrega a um Poder Superior, ajudando a nossa alma a se abrir e se entregar a uma nova identidade espiritual. Waratah - Sistema do Bush Flower Essences - essência floral que promove qualidades como força, coragem, adaptabilidade, fé, tenacidade, perseverança e intensificação das habilidades de sobrevivência em tempos de crise; de desespero profundo; quando existem sentimentos suicidas, ou se atravessa a noite escura da alma. Ajuda a trazer adaptabilidade e a capacidade de enfrentar satisfatoriamente toda sorte de emergências, segundo seu produtor Ian White, no livro Essências Florais Australianas, da editora TRIOM. Angélica - Flower Essence Society (florais da Califórnia) – essência floral que traz a sensação vívida de que não estamos sós, de sermos amparados e protegidos por seres angelicais em momentos de crise e de mudanças importantes em nossas vidas. Echinacea – Flower Essence Society (florais da Califórnia) – uma essência floral para quando nos sentimos devastados e experimentamos a sensação de que fomos feitos em pedaços. Ela ajuda a reconstruir o senso de identidade, juntando de novo os cacos para seguirmos em frente, trazendo, também, um forte senso de proteção do Eu e um resgate das forças do Self. Arnica - Flower Essence Society (florais da Califórnia) – tem uma ação cicatrizadora e reconstrutora para casos de choques e traumas, restaurando nosso campo de energias mais sutis, trazendo uma força ensolarada de vida. Bleeding Heart - Flower Essence Society (florais da Califórnia) - para cicatrizar os corações partidos quando em fase de luto ou no término das relações afetivas. Bálsamo – Filhas de Gaia – esta fórmula composta de florais brasileiros é uma das mais indicadas para cuidar do sofrimento, quando este é decorrente de uma perda (afetiva, física, profissional) que envolva imensa tristeza ou depressão. Star of Bethlehem - essência floral do Dr. Bach – a essência floral pós-trauma criada pelo Dr. Bach, que consola, cicatriza, conforta, e alinha nossa personalidade com nossa força interior, divina e transcendental. Post-Trauma Stabilizer - Flower Essence Society (florais da Califórnia) – uma fórmula de florais a ser preparada em farmácias de homeopatia, e que pode ser usada quando precisamos reconstruir os circuitos de energia de nossa alma, após termos passado por catástrofes, perdas e traumas, trazendo calma, força interior, disposição para seguir em frente. Ela é composta das seguintes essências florais: Arnica, Bleeding Heart, Echinacea, Glassy Hyacinth, Green Cross Gentian, Fireweed e Five-Flower Formula (Rescue). Magenta Mantle - Flower Essence Society (florais da Califórnia) – uma fórmula feita a partir de flores de cor magenta, a ser preparada em farmácias de homeopatia que pode ser usada quando necessitamos reconstruir nossos circuitos de energia etéricos, quando estes estiverem degenerados pela toxidade do sofrimento e quando perdemos o sentido de lar (seja por termos realmente perdido nossa moradia, ou porque perdemos uma referência interna que nos dava o sentido de pertencer). Esta fórmula é um grande regenerador das forças de vida em momentos de trauma, choque, principalmente quando eles envolvem a coletividade, seja num nível familiar, ou num nível mais abrangente, incluindo a rua em que moramos, o bairro, a cidade em que vivemos ou o nosso país. Essências florais que a compõem: Fireweed, Self-Heal, Echinacea, Red Clover e Sweet Pea. Mint Bush - Sistema do Bush Flower Essences - Essência floral que oferece apoio e nutrição emocional àquele que está iniciando uma jornada espiritual ou está em meio a uma iniciação espiritual, que pode ser vivenciada como um momento de atribulação, ou como se a pessoa estivesse sendo testada até o limite, gerando sensação de caos, vazio, confusão ou perturbação. O sentimento predominante nestes casos é de que está tudo muito difícil, mas sem desespero total (característica tratada pela essência floral Waratah). Ela traz habilidade para enfrentar este momento, com calma e clareza, e para sair do sentimento de caos e perturbação. Red Suva Frangipani - Sistema do Bush Flower Essences - Traz calma, sensação de estar nutrido emocionalmente e aliviado da tristeza que se sente quando um relacionamento afetivo está passando por momentos muito difíceis ou desafiadores, e também, para quando um relacionamento termina gerando grande intensidade e dificuldade emocional com confusões emocionais que oscilam entre amor, raiva, tristeza, ressentimento. Ela trata a grande dor emocional e a tristeza que surgem nessas situações. Gorse – essência floral do Dr. Bach - uma essência floral para o resgate do otimismo e da esperança, quando já não acreditamos mais na possibilidade do bem, do belo e do amor ressurgirem em nossas vidas. Califórnia Wild Rose - Flower Essence Society (florais da Califórnia) - essência floral que resgata a vontade e a alegria de viver, renovando o interesse e o amor pela vida. Olive – essência floral do Dr. Bach – essência floral a ser usada quando sentimos que nossas forças vitais, nossas forças mentais ou emocionais se exauriram. Renova a disposição, dissipa o cansaço e a exaustão. O uso dessas essências florais não substitui o tratamento com um terapeuta floral quando é imprescindível a terapêutica através de consultas regulares. :: Thais Accioly ::

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Fundamental aprender.Vamos praticar?

Mãe

Lindo texto de Pedro Bial.Se eu fosse vocês não deixava de assistir.Excelente ouvir na interpretacão de Fernanda Montenegro.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Ser feliz...

´Ser feliz não é estar esquecido da realidade & dos problemas. Muita gente acha que a felicidade é o breve momento onde a gente esquece os problemas. Eu acredito que felicidade é este estado de espírito que contempla dificuldade & possibilidades e a gente se ajeita no meio de tudo isso [...] Quando você descobre que pode ser feliz mesmo tendo problemas, a dificuldade da vida não pode ser empecilho para nossa felicidade, é possível ser feliz mesmo nos momentos de dificuldade & o que vai fazer a diferença é a administração que nós vamos fazer desses problemas, não permitindo que eles venham jogar sombra sobre a nossa felicidade!´

domingo, 13 de maio de 2012

As estações do ano - de acordo com a MTC

A primavera chegou : época de crescer, expandir.... época de florir... Hoje compartilho com vocês este interessante texto que explica as estações do ano de acordo com a Medicina Tradicional Chinesa. Mesmo sem saber, você está em sintonia com o que acontece na natureza. Seu corpo e sua mente sofrem a influencia de ações de forças invisíveis que atuam durante as estações do ano. Primavera - É uma época de grande expansão e força. Mas o vento também pode nos desestabilizar e gerar desequilíbrios. Isso explica por que nesse período podem ocorrer crises de labirintite ou variação de pressão arterial, por exemplo. São igualmente comuns as enxaquecas, pois o vento está relacionado com a parte superior e mais alta do corpo. Apesar de o Sol brilhar na primavera, o vento pode trazer um frio "escondido". Um bom (e delicioso) antídoto para combatê-lo é fazer um escalda-pés à noite. A primavera também está associada ao verde, ao elemento madeira e ao fígado. Por isso, é uma boa época para comer alimentos verdes-escuros. Dentro do sistema chinês, a emoção ligada ao fígado é a raiva. Para extravasá-la de forma pacífica, procure meditar e fazer sessões periódicas de relaxamento. Verão - Associado ao elemento fogo e ao coração, a estação é favorável para exteriorizar sentimentos e investir em atividades e encontros que trazem otimismo e leveza. Estar em sintonia com esse período é não trabalhar demais e deixar mais espaço para o relaxamento. Sopas frias e saladas equilibram o excesso do elemento fogo. Alimentos vermelhos, como pimenta, beterraba ou cerejas, apesar de relacionados ao verão, não devem ser consumidos com exagero, para não aumentar demais a energia de atividade e expansão. A umidade das chuvas está ligada ao baço-pâncreas. Nesse período, é importante manter o corpo seco e resguardado, evitando molhar-se muito. Segundo os preceitos chineses, açúcar ou alimentos muito doces geram umidade no organismo. O gengibre ajuda a esquentar e secar o corpo, ativando a circulação. Outono - Para a medicina chinesa, o outono é um tempo cheio de paz. Está associado aos rins e ao elemento água, portanto, uma boa ideia é nadar e tomar muito líquido - especialmente sucos. O sabor picante do agrião ou das pimentas, por exemplo, além de alimentos escuros, como uvas pretas, feijão preto ou algas, correspondem ao período do frio. Uma pitadinha a mais de sal, sem excesso, pode nos harmonizar com a estação. O grande inimigo pode ser o medo. Exercícios respiratórios são muito bons para nos livrar de temores, muitas vezes infundados, que podem chegar nessa época. O enraizamento proporcionado pelos exercícios de Chi Kung também é favorável, porque devolve a segurança e a solidez, especialmente a postura que simula abraçar uma árvore, com os pés afastados e bem plantados no chão e os braços em semicírculo em frente ao plexo solar. Inverno - O órgão associado ao inverno é o pulmão. As emoções predominantes são a tristeza, a melancolia, a depressão. É realmente uma fase de recolhimento e interiorização, em que se deve dormir cedo, acordar tarde e descansar muito. Faz bem comer sementes, os frutos do inverno: nozes, avelãs, amêndoas, castanhas. Frutas cozidas ou em calda são melhores do que as cruas. São excelentes também os exercícios em que as pernas se movimentam, como andar de bicicleta, por exemplo, pois trazem energia para combater a tristeza e dão força na base. O inverno é um bom período para ler, refletir e planejar os próximos meses. Também é momento de poupar energia. Os alimentos brancos correspondem à época: arroz, couve-flor, nabo, cebola, alho, pera. Mas, se o frio apertar, pode ser compensado com alimentos vermelhos, que trazem calor e ativam a circulação. Fonte : Revista Bons Fluídos

Dicas para viver plenamente o presente

Mestre alemão Eckhart Tolle dá dicas para que todos vivam plenamente o presente Quando olhamos para a trajetória pessoal de vários mestres, é comum percebermos um momento de ruptura que os tirou da vida cotidiana, fez com que passassem por uma profunda crise existencial - a que muitos autores chamam de "noite escura da alma" - para que, então, despertassem e encontrassem seu verdadeiro caminho. Com Eckhart Tolle, nascido na Alemanha e graduado na Inglaterra, não foi diferente. Ele mesmo conta, na introdução de seu primeiro livro, O Poder do Agora (Sextante), que, até os 29 anos, vivia em um estado de constante ansiedade, intercalado por períodos de depressão profunda. Foi então que, numa madrugada, acordou com a sensação de pânico mais intensa que já havia experimentado. Inconsolável, não via a menor razão para sua existência. Uma frase não lhe saía da cabeça: "Eu não posso continuar a viver comigo mesmo". De repente, teve uma espécie de insight: se existe um "eu" e um "comigo mesmo", pode ser que apenas um deles seja real. Assustado com tal percepção, ele notou que o fluxo de seus pensamentos havia parado. Em seguida, um turbilhão de energia tomou conta de seu corpo, que começou a tremer. A frase que lhe vinha agora era: "Não resistas a nada". No dia seguinte, ainda sob o efeito do que tinha acontecido, Eckhart Tolle passou a olhar para tudo como se fosse a primeira vez, maravilhado com a beleza de cada detalhe da vida. Ele se havia dado conta de que a identificação com um "eu" infeliz é apenas uma ficção criada pela mente. Durante dois anos, viveu nesse estado de contemplação e intensa alegria interior. Não tinha casa, emprego, posição social definida e nem mesmo relacionamentos. Sua condição despertou a curiosidade de muita gente em Londres, que começou a procurá-lo para saber como atingir tamanha paz e plenitude. Tolle lhes dizia que todos nós conservamos esse estado em nosso interior e, portanto, somos capazes de nos iluminar aqui e agora. O único problema está na mente, que faz barulho demais e sempre responsabiliza outras pessoas ou situações por nossa dor. O sofrimento é causado justamente pelo fato de estarmos muito apegados às mágoas e lembranças do passado ou preocupados em tentar controlar o futuro. Nosso grande equívoco seria acreditar que somos nossa mente. Para ele, possuímos uma natureza verdadeira que só pode ser acessada se estivermos completamente presentes no agora. E foi assim que ele se tornou mestre espiritual e passou a ministrar palestras, realizar workshops e seminários, dar aulas de meditação e fazer aconselhamentos individuais. Convite ao despertar "A causa principal da infelicidade não é a situação em si, mas os pensamentos sobre ela. Fique atenta ao que você tem pensado. Separe isso da situação real, que é simplesmente o que é. Em vez de contar histórias, fique apenas com o fato. 'Tenho 50 centavos em minha conta no banco' é um fato. ‘Estou arruinada’ é uma história. Isso a limita e impede que realize uma ação efetiva. Encarar a verdade é sempre fortalecedor." "Observe a voz em sua cabeça - talvez neste momento ela esteja falando algo -, e reconheça que é a voz do ego, nada mais que um pensamento. Sempre que você a percebe, também pode notar que você não é essa voz, mas aquela que está consciente dela. Dessa maneira, começa a libertação do ego." "Para onde quer que você olhe, há uma série de evidências sobre a veracidade do tempo - uma maçã que apodrece, seu rosto no espelho comparado a uma foto de 30 anos atrás -, mas, por outro lado, você nunca o experimenta em si. Você só vivencia o instante presente." "Por que a ansiedade, o estresse e a negatividade aparecem? Porque você sai do presente. E por que você faz isso? Porque pensa que alguma outra coisa é mais importante. Um pequeno erro, uma percepção equivocada cria um mundo de sofrimento." "As pessoas acreditam que dependem dos acontecimentos para ser felizes. Elas não se dão conta de que os fatos são o que há de mais instável no Universo. Elas olham para o agora como se ele tivesse sido danificado por algo que sucedeu, e não deveria, ou como se estivesse incompleto porque um fato importante não ocorreu. Então, elas perdem a profunda perfeição inerente à vida, a que está além do que se realiza, ou não. Aceite o momento presente e descubra a excelência intocada pelo tempo." Reportagem: Thays Prado - Edição: MdeMulher