Importante!

Este blog não tem propósito de indicar tratamentos para substituir cuidados médicos e medicamentos.Em caso de doença procure um médico e faça o tratamento corretamente.As dicas aqui descritas servem como terapia complementar e preventiva.




sábado, 30 de junho de 2012

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Mantendo suas conquistas



Para permanecer no controle da sua dor:

1- Persista em suas metas.
2-Moitore seu progresso.
3- Faça um pacto consigo mesmo.
4 -Planeje osu dia.
5-Mantenha o seu ambiente positivo.
6- Procure e aceite apoio.
7- Trabalhe com seu médico e terapeuta os colocando a par de tudo o que acotece com você.
8- Continue positivo.
9- Prepare-se para situações desafiadoras.
10- Recompense a si mesmo.

Dor



Apesar dos notáveis avanços no campo da farmacologia, modernas técnicas diagnósticas e recursos terapêuticos, a prevalência da dor crônica tem aumentado progressivamente. No Brasil, cerca de 50 milhões de pessoas padecem de algum tipo de dor. É o principal motivo de procura por assistência de saúde, sendo considerado hoje um sério problema de saúde pública.


Dor crônica é aquela que perdura por meses e até anos causando altos níveis de stress emocional que, com o tempo prejudica seriamente o psiquismo e produz conseqüências desastrosas na vida das pessoas.Causa impacto negativo sobre muitas doenças e sua recuperação clínica. A dor é considerada hoje uma porta de entrada para muitos distúrbios físicos e psicológicos.

Alguns fatores podem contribuir para o aumento da dor em nosso meio. O próprio desenvolvimento tecnológico na área da saúde tem permitido o aumento da longevidade e a sobrevida de muitas pessoas portadoras de doenças graves, até a pouco, consideradas fatais. Nos últimos 10 anos, a idade média subiu mais de 6%. Mas, apesar das pessoas viverem mais anos, sua qualidade de vida não tem sido necessariamente melhor. A dor crônica em idosos aumenta a cada dia, atingindo sua prevalência máxima em torno dos 65 anos.

Algumas características do nosso ambiente físico, nem sempre ergonômico, cheio de barreiras arquitetônicas que atentam contra a boa postura, mobilidade e segurança das pessoas, como nossas calçadas públicas por exemplo, provocam acidentes e estimulam a cronificação da dor física.

Alterações nos hábitos de vida como má alimentação e sedentarismo respondem pelo aumento da obesidade e consequentemente da dor. Carga horária de trabalho excessiva, competitividade profissional, dificuldades econômicas e familiares, falta de lazer, solidão afetiva e tantas outras condições estressantes de vida, também podem contribuir para o aumento da dor crônica.

As principais conseqüências psicológicas da dor crônica são angústia, ansiedade, medo, raiva, irritabilidade, tristeza, depressão, desconfiança, mudança na percepção corporal, diminuição da auto-estima e sentimento de rejeição social e profissional. Além disso, o sofrimento pela dor prolongada pode alterar o sistema de crenças, gerando sentimento de desamparo e preocupações em relação ao futuro. Restringe ou impede a atividade física, dificulta o convívio familiar e social, inibe o interesse e a prática sexual, piora a qualidade do sono, agravando a condição geral de saúde que, por sua vez, compromete a percepção e o manejo da dor, além de agravar doenças pré-existentes e reduzir a imunidade do organismo. Por todas essas razões, a eficácia dos tratamentos da dor crônica não é fácil.

A forte presença de fatores emocionais em alguns quadros dolorosos crônicos representa uma das dificuldades para seu diagnóstico e tratamento. O que ocorre é que quando se convive por longo tempo com a dor física, a pessoa pode desenvolver conflitos mentais e emocionais que, por sua vez, determinam alguns comportamentos e atitudes que contribuem para piorar a dor e dificultar seu tratamento.Convém lembrar que a dor é sempre uma experiência humana de sofrimento, carregada de significados subjetivos que precisam ser compreendidos e que variam de pessoa para pessoa. Porém, toda dor é sempre uma dor psicológica. É a representação mais profunda do sofrimento humano. Se as agressões ao corpo provocam dor, feridas na alma também. Não se pode separar a dor física da dor moral e psíquica.

No entanto, reconhecer a presença e o papel dos aspectos emocionais na origem e agravamento da dor nem sempre é possível. Pode ocorrer um sentimento de adaptação e até mesmo dependência dos sintomas dolorosos. Apesar do sofrimento, a dor física muitas vezes representa uma importante forma de expressar a dor afetiva. Além disso, estímulos ambientais familiares e profissionais desfavoráveis também podem perpetuar a dor crônica.

Por isso, não basta apenas compreender e eliminar o sintoma da dor, é importante ouvir e entender a pessoa que sente a dor, como ela percebe sua dor e ajudá-la a lidar melhor com seus sentimentos e atitudes.





* a autora é mestre em psicologia clínica e membro da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor



quinta-feira, 28 de junho de 2012

O que as Essências Florais podem ajudar.





Quando pensarmos em floral, pensaremos em auto-conhecimento. Pensaremos em renovar os pensamentos e equilibrar as emoções e tornar-mos mais livres para termos saúde.
A importância do acompanhamento com a terapia floral, ajuda a tratar as necessidades humanas e prevenir diversos desequilíbrios, como:
Angustia, Apatia, Depressão, Desânimo, Cansaço, Mágoa, Medo, Melancolia, Síndrome do Pânico, Medos em Geral, Ciúmes obsessivo, Impaciência, Ansiedade, Insônia, Dificuldade de Concentração e Aprendizado, Ódio, Raiva, Ressentimento...
As essências florais beneficiam gestantes, bebes, jovens e crianças, idosos, animais. Na zootecnia, na agricultura, na jardinagem.

Agrimony - tortura mental por trás de um rosto alegre




Otimista, pessoas amantes da paz, alegre, apesar das preocupações subjacentes, são aqueles que precisam de Agrimony como um remédio.

Essas pessoas são difíceis de detectar pela simples razão de que eles não mostram a extrema tensão mental, mas parece despreocupada e feliz.

Amigável, divertida, carinhosa as pessoas que gostam de companhia, porque distrai-los de seus problemas, mas que não discutir seus problemas.Estes são amantes da paz, pessoas que não gostam de brigas e discussões com ou mesmo entre os outros e vão para grandes comprimentos para evitar aborrecimentos desse tipo.

Muito inquieto travessas - de deitar medo porque eles têm dificuldade para manter ainda.

As condições físicas com maior probabilidade de ir com este estado de mente são irritações cutâneas e dores nas articulações de supressões.

Combata o mau humor com o floral Zinnia



Ao olhar para a zínia, uma flor de forma mandálica e tons vibrantes e super alegres, já se imagina o que a essência vibracional extraída dela provoca. Indicado para os mau-humorados, deprimidos e amargurados, o floral Zinnia pode ajudar muita gente que não consegue resgatar a alegria de viver.



O floral californiano Zinnia (Zinnia elegans) é especialmente indicado para quem precisa ter - e manter - o bom humor!
Bem, o humor é exclusivamente humano. Outras formas de vida certamente experimentam a alegria e o deleite, mas o humor requer a capacidade de sair de si mesmo e não se levar demasiadamente a sério.
Foi o ser humano, com seu pronunciado senso do Eu, quem desenvolveu a qualidade anímica do humor, e quem dela tanto necessita. A capacidade de rir de si mesmo, de ter o coração leve, é, num sentido bem literal, um contrapeso necessário para o peso sombrio da autoconsciência. A essência floral Zinnia é um remédio maravilhoso para esse estado da alma, ajudando o Eu a entrar em contato com a sua criança interior.
Toda criança nasce com a capacidade inata de rir e brincar. O ego adulto, com muita frequência, sufoca e reprime essa parte do Eu. O floral Zinnia é indicado para quem leva a vida muito a sério, para quem tem tendência ao vício do trabalho, sente peso no coração e falta de humor.
A mensagem da flor Zinnia não é de que a vida deveria ser frívola ou irresponsável, mas sim de que as qualidades da brincadeira e do riso podem ser levadas ao nosso trabalho e responsabilidades diárias.
Então, se você precisa de "boa disposição de espírito", vivenciar a alegria da criança interior, de leveza no coração e bom humor, o floral Zinnia é capaz de desenvolver essas virtudes.



Óleo essencial de gengibre






O gengibre tem sido usado como remédio medicinal e afrodisíaco há milhares de anos, sobretudo no Oriente. A medicina chinesa usa o gengibre para tratar muitas doenças. Ele é um ingrediente de inúmeras preparações. Os gregos e romanos também o incluíam nas suas porções.
Propriedades analgésica, antitérmico, antioxidante, afrodisíaco, carminativo, cefálico, expectorante, febrífugo, laxante, rubefaciente, estimulante (circulatório), estomáquico, sudorífico e tónico.

Aromaterapia no dia a dia

Diminui o excesso de umidade no catarro e na rinite e ameniza as dores de garganta e a sinusite.Combate as doenças causadas pela umidade e baixa a febre, por estimular a transpiração.
É útil no edema e no reumatismo, quando o corpo pede mais calor.
Tonifica e acalma o sistema digestivo, estimula o apetite e, quando inalado, ajuda a aliviar o enjôo matinal e o enjôo provocado por viagens.
Estimula a circulação e pode atenuar a angina.
Numa massagem ou em compressas é bom para a artrite, dores musculares, incluindo as cãibras e os espasmos, bem como distensões e entorses, principalmente nas costas.
Ajuda a reduzir as frieiras, equilibra a taxa de colesterol no sangue e, até certo ponto, alivia as varizes.
Bom para contusões, feridas e antrax.
Reconfortante, cálido e animador.
Pode aguçar os sentidos e ajudar a memória.
Estimulante e estabilizador.
Sendo um poderoso tônico para os nervos, serve para amenizar a sensação de exaustão, principalmente quando usado em combinação com outros óleos.
Mistura-se bem com cedro, eucalipto, incenso, gerânio, limão, lima, mandarina/ tangerina, neroli, patchouli, camomila-romana, rosa, alecrim,sândalo e vetiver.
Curiosidades- Usos Através dos Tempos
Em todos os tempos, a raiz seca do gengibre sempre foi um condimento muito popular, usado pelo seu sabor, pelo seu cheiro e pelo seu potencial como remédio contra a malária.
A medicina tradicional chinesa utiliza o gengibre fresco para combater a fleuma, fortalecer o coração e ajudar em casos de reumatismo, dores de dentes e tudo o que se relacione com desequilíbrios provocados pela umidade.


Cuidados e precauções

Usar sempre diluído. Manter fora do alcance de crianças. Evitar durante a gravidez. Se tem pele sensível tenha o cuidado de diluir este óleo completamente antes de o usar numa massagem ou num banho.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Óleo essenial de rosas




O mais potente óleo essencial de efeito catalisador da aromaterapia.

O que é um óleo catalisador? Catalisador é toda e qualquer substância (química) que acelera ou provoca uma reação, diminuindo a energia de ativação, diminuindo a energia do complexo ativado, sem ser consumido, durante o processo.
Os catalisadores têm sido utilizados pelo ser humano por mais de 2000 anos. Os primeiros usos mencionados de catalisadores foram a produção do vinho, queijo e pão.

Por que algumas pessoas reagem com repulsa e rejeição a alguns óleos essenciais, especialmente ao óleo de Rosas? Isto se dá pelo fato de que ocorreu no organismo uma reação química, especialmente quando há muitos elementos tóxicos e ácidos circulando pela corrente sanguínea, e, estes elementos, ao entrarem em contato com a química limpa do óleo essencial são sacudidos, e isto gera uma reação física e psíquica na pessoa.

A sensação é de que, algo entrou e provocou uma turbulência interna, sacudiu o lixo interno, está tirando os detritos do lugar, está provocando um processo de limpeza.

Este é o famoso processo o qual chamamos de 'desintoxicação', e, como todos sabemos, desintoxicar dá trabalho, causa desconforto e reações pouco agradáveis (enjôo, náuseas, vômitos, diarréia, liberação excessiva de fluidos tais como urina e suor; causa irritação, nervosismo, impaciência, intolerância, raiva e outras emoções que precisam ser enfrentadas e apaziguadas).

É de conhecimento dos profissionais que praticam a Arte da Cura através dos Aromas que o óleo essencial da Rosa damascena, freqüentemente, reflete a HARMONIA ou a DESARMONIA interna do indivíduo - e, por este fato, muitos aromaterapeutas o utilizam como um teste rápido para conferir a condição deste equilíbrio de seus clientes.
O poder deste óleo vai além do corpo físico, atua profundamente no campo da psique, vai atuar nos traumas antigos, os quais podem estar sendo motivo do envenenamento sistêmico.
A Rosa tem ressonância direta com o sistema cardiovascular, especialmente com o coração, e, este órgão, sim, pois o coração é um órgão pode estar armazenando emoções pesadas antigas, e, contaminando o resto do corpo, pois o sangue que passa pelo filtro, que é o coração, sai carregado de informações de pesar e sofrimento não resolvido.
Rosa é a melhor amiga do Coração, ela tem por missão limpá-lo e curar suas dores.




DOE PALAVRAS - Um ato de amor



Queridos leitores,

recebi um e-mail muito interessante, trata-se do www.doepalavras.com.br uma iniciativa do Instituto Mário Penna, em Belo Horizonte - MG, onde qualquer um pode fazer um ato caridoso, doando apenas suas palavras positivas para dar uma força aos paciente com câncer do Instituto, as mensagens são exibidas diariamente nos aparelhos de TV dos hospitais e nos lares dos pacientes. Não deixe essa oportunidade passar, em poucos segundos é possível levar amor e paz através de um simples ato, ajudando nossos irmãos a receberem essas mensagens que são remédios de amor.




www.doepalavras.com.br




"Nunca duvides que um pequeno grupo

de pessoas conscientes e engajadas

possa mudar o mundo. De fato,

sempre foi assim que o mundo mudou."





Margaret Mead (1901 - 1978)









"Os obstáculos são aquelas coisas

terríveis que você vê quando desvia

os olhos do seu objetivo..."

Henry Ford









domingo, 24 de junho de 2012

The winner takes it all.




" Tudo é uma questão de manter a mente quieta a espinha ereta e o coração tranqüilo." Por Walter Franco

sexta-feira, 15 de junho de 2012

sábado, 9 de junho de 2012

Essência floral Camélia: suavizando sua forma de amar


Excelente para o trabalho terapêutico, pois tem livre trânsito em toda a aura humana. Integra todas as regiões do corpo e da mente, auxiliando a despertar o autoconhecimento. Integra o corpo,  mente e o espírito. 


quinta-feira, 7 de junho de 2012

quarta-feira, 6 de junho de 2012

 

 Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo? Fernando Pessoa

domingo, 3 de junho de 2012

Você sabe o que é "Bounding"?



Bounding e, conforme o nome indica em português, é referente aos limites. Neste tema, onde nos focamos nas energias do diafragma e nas emoções de raiva e ansiedade do sistema simpático, pretende-se fazer a ponte destas para a relação com os padrões de movimento da agressão construtiva e da autodefesa construtiva, ou busca de segurança. No Bounding aspiramos à compreensão, reconhecimento e negociação entre os nossos limites e os limites do outro, quer seja a nível público ou privado, so.cial ou pessoal. É importante saber onde estão os nossos limites por forma a lidar de uma forma construtiva com os conflitos que nos são propostos no dia-a-dia. A imposição de limites ao outro pode ser feita de várias formas: verbalmente, com um gesto, ou até mesmo com um olhar. Podemos reflectir sobre a forma de como impomos os nossos limites com as seguintes questões: - Como sou eu em relação ao meu território, sinto que tenho espaço? - Como é que eu faço para criar o meu espaço? - Como delimito / marco o meu espaço? - Como digo sim ou não na minha vida? Estas são apenas algumas perguntas sobre as quais podemos inferir sobre nós e a nossa forma de criar e impor limites. Podemos tentar responder racionalmente e posteriormente tentar responder com o sentir: como me sinto ao dizer que não? Como me sinto no meu espaço? E comparativamente, podemos também tirar conclusões bastante interessantes. Imagem: http://www.marcosarrais.com.br/?p=2824

Para relaxar....