Importante!

Este blog não tem propósito de indicar tratamentos para substituir cuidados médicos e medicamentos.Em caso de doença procure um médico e faça o tratamento corretamente.As dicas aqui descritas servem como terapia complementar e preventiva.




terça-feira, 17 de julho de 2012

Por que ficamos doentes





Fomos criados à imagem e semelhança do Divino (não importa aqui que nome Ele tenha ou a que religião pertença), portanto temos a nossa própria divindade.

A DOENÇA nada mais é do que uma manifestação FÍSICA do nosso desequilíbrio ou do nosso afastamento com a nossa conexão divina, que é perfeita. Nosso organismo foi criado com perfeição, onde todos os nossos órgãos e todas as nossas células têm uma função específica e, ao mesmo tempo, todos trabalham juntos, sem competividade, para que, individualmente cada minúscula partícula possa executar a sua tarefa com perfeição. Existe a cooperação inata em cada pedacinho do nosso ser, todos precisam de todos para que o funcionamento do organismo humano seja perfeito. Nosso corpo, ao ficar doente, está tentando nos fazer enxergar algo para o qual não estamos dando a atenção.

O Pânico, Depressão, TPM, Doenças Auto-Imunes, "Stress", Fobias, Obesidade e muitos outros males, manifesta-se em cada ser como conseqüência de um desequilíbrio de diferentes emoções, sendo assim, o desequilíbrio da raiva pode manifestar depressão em um ser e pânico em outro, mas estas doenças acima citadas têm uma característica comum: a questão da baixa auto-estima, que acarreta profundas mudanças em nossos processos orgânicos, muitos deles inclusive relacionados à baixa de imunidade.

Na Bíblia encontramos a citação: "ama ao próximo como a ti mesmo". Como podemos amar alguém se não conseguimos amar a nós mesmos? Dentre todas as pessoas que você conhecer, você precisa ser a mais importante para você mesma.Só seremos capazes de amar de verdade outras pessoas quando formos capazes de nos amar e nos aceitar exatamente como somos. Cultive sua auto estima, ame-se! Perdoe-se! Perdoe o seu próximo e a doença raramente se manifestará.



Nenhum comentário:

Postar um comentário